Preguntas inconvenientes…censuradas por los Neo-Super-Ultra- Resistentes

Pablo Hermoso

Y nosotros que pensábamos que en su sapiencia tenían respuesta para todo. Pero no. La neo-super-ultra-resistente que acaba de formarse en Brasil, de los nuevos cruzados contra los “apóstatas” y “herejes” obispos Williamson, Faure y el próximo obispo Dom Tomás de Aquino, más toda la tropa de “liberales” y “sofistas” que los siguen, la neo-secta, decimos, que exige firmar un documento de adhesión al Catolicismo para hablar con su Jefe y ser parte de la misma, publicó hace poco un sermón “magnífico” (¡sic!) de su Líder Supremo, en su página de Youtube.

La dulce y caritativa señora que allí publica, colocó debajo un comentario de tribuna futbolística como este, tal vez para reforzar el “expresivo” e “incendiario” sermón:

Giulia Maria d’Amore-Nakahara (CATÓLICA)

Viva Cristo Rei! Graças a Deus temos um padre com sentido de Fé e de Igreja. Que não se vende por uma mitra. E que não está só. Esse bando de imbecis, capitaneados por Dom Tomás, fica dizendo por aí que isso é coisa de Pe. Cardozo, de Ipatinga, do Thiago, da dona Giulia. BURROS! O mundo todo está gritando contra as asneiras de Dom Williamson. Antes de sair dizendo bobagens na Net (ainda que anonimamente), pesquisem. E vossa alma que está em jogo. Vcs não vão ganhar nenhuma mitra, seus tontos!

Mostrar menos

Responder  

Pero lo más interesante fue lo que vino a continuación. Pues tras la andanada de insultos vertidos por la CATÓLICA CON MAYÚSCULAS, un señor muy correcto y con muchísimo sentido común colocó un comentario, que en realidad era una simple pregunta. Veamos, amigo lector, la secuencia entera:

 

Simplicis Christi

+Giulia Maria d'Amore-Nakahara (CATÓLICA) Vocês poderiam responder somente à pergunta, por caridade? Existe papa na Igreja Católica depois do Vaticano II (Sim ou Não)? Três letras só.

Responder  

 

Giulia Maria d’Amore-Nakahara (CATÓLICA)

+Simplicis Christi se vc virar HOMEM e mostrar a sua cara, a sua identidade, posso dignificar sua pergunta com uma resposta. Eu ABOMINO anonimato. É coisa de covardes.

Responder  

 

Simplicis Christi

Não consigo ver senão como contraditório, o posicionamento do Padre Cardoso e de suas ovelhas, com argumentos com premissas falsas, e carrapatos existentes em uma Igreja Católica, porém sem existir uma Igreja Católica para o carrapato estar nela. Não quero entrar nestas coisas aqui. Quero tirar essas cortinas de fumaça para irmos ao que interessa. Ao posicionar-se sobre a evidente crise da Igreja, antes de divagar sobre outras questões teológicas e citações diversas, a pessoa deve posicionar-se em uma questão primária: – Existem papas válidos após o Vaticano II? Opção 1 – Se diz que não existem, a pessoa entra no grupo chamado de sedevacantista. Opção 2 – Se diz que existe. A pessoa está assumindo que de alguma forma a Igreja que elege os papas atuais ainda possui algo de católico. Assim como a possibilidade de se gerar um filho pressupõe a necessidade de uma mãe, uma mulher; a possibilidade de se gerar um papa pressupõe a necessidade da existência da Igreja de Cristo, que é Católica. O padre Cardozo ao menos diz considerar a possibilidade de, por exemplo, Paulo VI ou Bento XVI ser papa. Ora, se ele considera essa possibilidade, considera que em Roma existe algo da Igreja Católica. Como uma falsa Igreja poderia gerar um verdadeiro papa? A contradição é evidente na posição do padre Cardozo! Se ele se assumisse de vez sedevacantista, estaria abandonando sua contradição. Mas dois problemas ocorrem: – Ser sedevacantista não é muito popular, e as pessoas têm receio de se assumirem. – Ele não poderia mostrar todo esse ódio pelo mosteiro da Santa Cruz ou Dom Williamson, pois a posição deles sempre foi, desde sempre, de que os que estão, nestes tempos, na cadeira de São Pedro, são papas. Basta ver, por exemplo, as celebrações da semana santa no Mosteiro, onde todos (o bispo com padre Cardozo presente), rezaram pelo papa, o chamando pelo nome. Ou seja: o padre não poderia sair por cima, pois seria ele (o padre Cardoso) que estaria mudando sua posição, e deveria assim, se afastar com humildade. A situação da crise da Igreja é demasiado complexa para eu, simples fiel, determinar um dogma sobre a posição a se tomar. Mas ao padre Cardozo e suas ovelhas, vocês têm 2 opções: – Definam-se como sedevacantistas, mas o façam com humildade, e parem de rasgar as vestes contra o Mosteiro, como se a traição fosse deles, e não fossem vocês que estivessem mudando de posição. – Senão, assumam logo que há, ou pode haver papa, e que assim, há algo de Igreja Católica naquilo que se vê em Roma, e voltem humildemente, pedindo perdão pelas agressões. O que não se pode é viver nessa contradição evidente, e espalhando ódio por toda parte. Não vejo como vocês não pagarem caro diante de Deus com uma atitude como essa. Deus vos dê sabedoria!

Mostrar menos

Responder  

Ocultar las respuestas 

 

Giulia Maria d’Amore-Nakahara (CATÓLICA)

+Simplicis Christi o que um covarde diz no anonimato de uma conta recém feita apenas para atacar o padre Cardozo não pode ser levado em conta. Que virtude há no anonimato? E certamente não ouviu o vídeo todo, está claro pela resposta. Ódio está minando de cada palavra desse comentário covarde. Seja homem! Venha a público mostrar sua cara! É isso que lhe ensinou seu diretor espiritual? A atacar as PESSOAS porque não tem argumentos a não ser a baboseira que ouviu dizer e nem entendeu direito? Quem mudou de discurso é Dom Williamson e seus comparsas. Basta ouvir ou ler tudo o que foi dito em março 2015 (que aqui menciona, mas obviamente não prestou atenção) e comparar ao que dizem agora. A mudança do discurso é clara. Estão traindo Mons. Lefebvre como o fez Fellay. Com os mesmos argumentos, as mesmas táticas de guerrilha, espalhando mentiras e calúnias. Deus é Onipresente e Onisciente. Certamente alguém vai pagar caro por isso. Se estudasse o Catecismo ao invés de ensebar o habito de Dom Tomás… saberia. Crie vergonha na cara COVARDÃO, MARICONA e mostre a sua cara. Chega de mimimis.

Más información

Responder  

 

Simplicis Christi

Sua educação demonstra sua catolicidade e o quanto a paz de Deus anda longe de tua alma. Como já disse, não quero saber da cortina de fumaça. Respondam com clareza o item sobre o papa. Consideram que há papa na Igreja pós Vaticano II ou não? E sigam o caminho consequente. Sobre minha identidade, não vejo em que isso pode ajudar, a não ser pra você me xingar melhor, e me perseguir melhor. Se eu fosse uma figura de autoridade, concordo que deveria me identificar. Mas não passo de um fiel, como parece que você é. Conforme a Imitação de Cristo, não olhe quem está dizendo, mas o que está dizendo.Não vou dar meu nome pra você usá-lo em suas maldades.

Bueno. ¿Y qué pasó con todo esto? No sólo la CATÓLICA CON MAYÚSCULAS respondió irrespetuosamente y sin satisfacer su  interrogación al simple cristiano que respetuosamente le había escrito, sino que además momentos después ¡todos los comentarios fueron borrados de la página!

¡Oh! ¿Cómo a alguien se le ocurre pedir que se definan claramente, a quienes no piensan claramente?

Bueno, lo cierto es que los “garrapatos” de la Resistencia se están separando de la Iglesia. Eso sí es grave.

aa

Consejo:

¿Por qué no salen de una vez del closet, y se declaran abiertamente sedevacantistas?

“DECIMOS UNA COSA, HACEMOS OTRA”

¿Será debido al temperamento itálico que no les permite calmarse, que estas personas incurren en flagrante contradicción? Esto puede ilustrarse cuando poco tiempo después, sacan en uno de sus blogs esta nota, con respecto a quienes envíen mensajes a su blog, atención lector:

aaa

Veamos. Primero dijo la señora cardocista:

se vc virar HOMEM e mostrar a sua cara, a sua identidade, posso dignificar sua pergunta com uma resposta. Eu ABOMINO anonimato. É coisa de cobardes”.

Y también:

Seja homem! Venha a público mostrar sua cara!”

Y como si fuera poco, agregó:

“Crie vergonha na cara COVARDÃO, MARICONA e mostre a sua cara”.

Ahora dice:

O fato de ser anônimo não pesa tanto, pois, se tiver argumentos, penso que vale a pena, contanto que mantenha a discussão em patamares dignos”.

¡Óptimo! Parece que la señora ha dejado de abominar el anonimato. ¿Será esto una retractación? ¿Le pedirá disculpas al comentador al que insultó, tan sólo porque su comentario era bajo seudónimo? ¿Volverá a incluir en su lugar, bajo el video del sermón, el comentario que con seudónimo le fue realizado? ¿O será que no tiene el nivel “digno” de figurar allí? ¿O es que no es “digno” aquello que resulta comprometido de responder? ¿O tal vez porque aquel comentador no tenía la “inteligencia” requerida para preguntarle a la tan inteligente señora? 

El lector saque sus conclusiones.

 

Comments are closed.

Powered by WordPress. Designed by WooThemes

Seguir

Obtenha todo novo post entregue na caixa de entrada do seu email.

Junte-se a outros seguidores