Archive | fevereiro, 2016

Padre Sisto Cartechini, S.J.: A Igreja, os milagres, as aparições e as relíquias.

Extrato
do
Capítulo XIII
Em quais coisas a Igreja
não é infalível
 
Do livro: Da opinião ao Dogma
15 de agosto de 1953
Padre Sisto Cartechini, S. J.
[Tradução: Gederson Falcometa]
 
 
Milagres, aparições e relíquias
 
Especialmente entorno aos milagres antigos, não aqueles narrados na Sagrada Escritura, são transmitidos algumas coisas que são fruto de verdadeira imaginação. Quando se trata então de milagres, revelações privadas ou aparições, de muitos fatos da vida de qualquer santo ou também de relíquias, isto se pode dizer e reter: na aprovação da parte da Igreja dos milagres no processo de canonização de qualquer santo, ou daqueles milagres referidos no breviário ou também da instituição de qualquer festa especial para uma aparição, como aquela de Lourdes, de São Miguel Arcanjo, da transladação da Santa Casa de Loreto, ou da autenticidade e do culto de qualquer relíquia, como a Escada santa, a Igreja entende pronunciar-se apenas por uma probabilidade e uma certeza puramente humana e mais prática, que seja suficiente para favorecer o culto.

Tudo isto merece só aquela pia adesão e reverência que é devida a Igreja também para aquelas coisas nas quais ela não é infalível, e não exige um ato de fé. Assim, se alguém negasse que a B. Virgem tenha sido apresentada ao templo ou várias aparições, não cometeria nenhum pecado contra a fé, bem que poderia pecar por outras razões e ainda gravemente, nem poderia sem grave motivo, ao menos publicamente, ensinar uma opinião diversa.

Postagens relacionadas

  • 85
    Unavox/Agosto 2012 A graça de estado De Padre... um sacerdote da Fraternidade [Tradução: Gederson Falcometa] A maior parte daqueles que acreditam ter, o dever de defender a política de Menzingen, ultimamente tem utilizado o argumento da obediência ao Superior, em razão da sua graça de estado. De que se trata?…
    Tags: de, que
  • 82
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, a, não, milagres, da, igreja
  • 81
    La Civiltà Cattolica anno 11° vol. 6, serie IV, Roma 1860.   R. P. LUIGI TAPARELLI D’AZEGLIO, S. J.   Que me diz o leitor? A opinião é a rainha do mundo?   Este é um daqueles problemas equívocos, ao qual se pode justamente responder com um sim não menos…
    Tags: a, que, de
  • 80
      O Padre Cardozo, ele próprio é a imagem do caos que instaurou, como podemos ler: Em 2014 era contra os milagres fora da Igreja; Em novembro de 2015 aceitava; Em dezembro do mesmo ano passado, mudou de idéia de novo. Se o Padre Trincado não tivesse dado a conhecer…
    Tags: de, que, a, não, da
  • 76
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, a, não
  • 73
    Gederson Falcometa A confusão e a desordem seguem de vento em popa no apostolado do Padre Cardozo. Agora veio a público a exigência da assinatura de um termo de adesão ao catolicismo [1]. Lembrou muito bem um amigo, que como prescreve o CDC de 1917 [2], um herege, um apóstata…
    Tags: de, que, a, da, igreja
  • 72
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que, não, da
  • 69
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 14 de maio de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vero_e_falso_cristianesimo.htm   ● A VERDADEIRA VIDA não consiste unica e exclusivamente em se alimentar e beber, em divertir-se e provar emoções e prazeres. Tudo isto sozinho não tem saída, não tem fim nem ideal: leva a morte sem…
    Tags: a, de, não, que
  • 68
      Uma pessoa me enviou o link, para o texto de um amigo que critica a afirmação de que a posição do Padre Cardozo “não existe nada de católico na Igreja Conciliar” é uma forma de sedevacantismo absoluto (eclesiavacantismo). O texto foi escrito por um amigo, que também julgo não…
    Tags: que, não, de, a
  • 68
     Padre Roger Thomas CalmelTradução: Gederson FalcometaMais atual do que nunca é este texto do Padre Roger Thomas Calmel, um dos primeiros sacerdotes a ter pressentido e resistido a crise na Igreja que se difundia já rapidamente nos anos 60. Neste ele mostra as grandes linhas do comportamento do católico que…
    Tags: a, que, de, da
  • 65
    O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições, pela lógica e pela especulação racional, a…
    Tags: a, de, que, da, não
  • 65
    Húngria – Nova Constituição de 1º de Janeiro de 2012                                  [Tradução Gederson Falcometa] Em 1º de janeiro de 2012 entrou em vigor a nova Constituição da Húngria aprovada pelo parlamento húngaro em 25 de abril do ano passado. É uma lufada de ar fresco na atmosfera envenenada da Europa…
    Tags: de, a, da
  • 64
      São Leão Magno Sermão n° 23: «Natal do Senhor» Já muitas vezes, caríssimos, ouvistes falar e fostes instruídos a respeito do mistério da solenidade de hoje; porém, assim como a luz visível enche sempre de prazer os olhos sadios, também aos corações retos não cessa de causar regozijo a…
    Tags: que, de, não
  • 64
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: a, de, que, da, não
  • 62
    Inocêncio XI assim concluí o decreto do S. Ofício de 4 de março de 1679 acerca dos vários erros morais: «Finalmente, a fim de que os doutores, ou seja, os escolásticos ou qualquer um no futuro, se abstenham de disputas injuriosas, e para que se providencie conservar a paz e…
    Tags: de, a, que, da
  • 61
      Fides et forma - Francesco Colafemina   [Tradução: Gederson Falcometa] Um secretário de Estado que incita repetidamente o Papa a assinar um “protocolo de renúncia ao Papado”. Uma Igreja destruída pelos inimigos no seu interior. O escândalo da pedofilia, com um dos seus centros na diocese de Century City…
    Tags: de, que, igreja, não
  • 59
        A Igreja e o Estado (2ª ed.) Napoles 1872, cap. I, pag. 7-21.Rev. Pe. Matteo Liberatore S.J.CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADOCAPÍTULO I.ARTIGO I.Conceito liberalITríplice forma de tal conceitoA palavra de ordem, como se costuma dizer, do liberalismo hodierno é a emancipação do Estado da Igreja. Isto se entende de…
    Tags: a, que, de, da
  • 59
    Gederson Falcometa No vídeo em resposta ao Professor Carlos Nougué, se pode ouvir do Padre Cardozo, duas coisas importantes para se entender toda essa confusão: 1 – Foram feitos grandes esforços para evitar a briga com os bispos; 2 – Os esforços começaram entre setembro e outubro do ano passado…
    Tags: que, a, de, não, da
  • 58
    R. Th. Calmel O.P. TEOLOGIA DA HISTÓRIA CAPÍTULO SEGUNDO[Tradução: Gederson Falcometa]      Podem-se encontrar estranhas, complicadas e as vezes até mesmo desconcertantes visões, sempre grandiosas, do Apocalipse de São João. Não se pode porém acusá-lo de fornecer uma idéia milenarista ou progressista da história. Neste não se encontra uma só alusão, por…
    Tags: a, de, que, da
  • 58
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: a, de, não, que
  • 57
    Esta sentença de Santo Tomás se enquadra bem a Cassani, naquilo que diz respeito a liberdade de religião e de culto, que ele propõe em sua obra [1]. O erro...
    Tags: de, que, não
  • 56
      La Civiltà Cattolica, anno XLI, serie XIV, vol. VIII (fasc. 968, 8 de outubro de 1890) Roma 1890 pag. 167-182.   Liberdade de consciência     Rev. Pe. Francesco Salis Seewis S.J.  [Tradução: Gederson Falcometa] I. Verdadeira noção de liberdade de consciência. L’Opinione escrevia sob o título Liberdade de Consciência (n. 220) o que…
    Tags: a, de, que, não
  • 53
    A "Tese de Cassiciacum" é ainda absolutamente certa? PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 6 luglio 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/TesIncerta.htm Advertência Tendo abandonado – publicamente – as conclusões jurídicas da “Tese de Cassiciacum” (7-8 de dezembro de 2006) para chegar ao “Sim Sim Não Não” em Veletri (7 de janeiro de 2007), me senti,…
    Tags: a, de, que, não
  • 53
       Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] PRIMEIRA PARTE A ASSISTÊNCIA A MISSA TRADICIONAL   A posição da “La Tradizione Cattolica” “La Tradizione Cattolica”, orgão oficial do 'Distrito Italiano' da 'Fraternidade Sacerdotal  São Pio X' (de agora em diante 'FSSPX') no n.° 86, 1/2013 (pg. 21) afirma: “Quanto a Missa…
    Tags: a, de, que, não, da
  • 52
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pace_anima2.htm     SEGUNDA PARTE * A aceitação de si   ·         Muitas vezes temos dificuldade de aceitar a vontade de Deus, queremos fazer aquilo que gostamos, mas algumas circunstâncias que não nos agradam se apresentam a nossa…
    Tags: de, que, não

Sobre Escandalizar-se

Cap. VIII das
Conferências Espirituais

(Londres, 1859)

Padre Frederick William FABER (1814-1863),
do Oratório

 

Causar escândalo é falta grave, mas receber escândalo é falta mais grave ainda. Implica maior maldade em nós e faz maior dano aos outros.

Nada escandaliza mais rápido do que a rapidez em se escandalizar. Vale a pena considerarmos isso. Pois encontro numerosíssimas pessoas moderadamente boas que pensam que não tem problema escandalizar-se. Consideram isso uma espécie de prova de sua própria bondade e de delicadeza de consciência, quando na realidade é somente prova de sua presunção desordenada ou então de estupidez extrema. É um infortúnio para elas quando é este último o seu caso, pois então ninguém tem culpa além da natureza inculpável. Se, como disseram alguns, o homem estúpido não pode ser Santo, ao menos sua estupidez nunca poderá fazer dele um pecador. Ademais, as pessoas em questão parecem muitas vezes sentir e agir como se a sua profissão de piedade envolvesse alguma espécie de designação oficial para escandalizar-se. É o negócio delas receber escândalo. É seu modo de testemunhar a Deus. Demonstraria culpável inércia na vida espiritual se não se escandalizassem. Pensam que sofrem muitíssimo enquanto estão se escandalizando, ao passo que, na verdade, gostam disso impressionantemente. É uma agitação prazerosa, que diversifica deliciosamente a monotonia da devoção. Elas, na realidade, não caem por causa do pecado de seu próximo, nem o pecado dele por si só as detém no caminho da santidade, nem tampouco amam menos a Deus por causa daquele pecado: todas coisas que deveriam estar implicadas no receber escândalo. Mas elas tropeçam de propósito e cuidam que seja diante de alguma falta de seu próximo, para que possam chamar a atenção para a diferença entre ele e elas próprias.

Há certamente muitas causas legítimas para escandalizar-se, mas nenhuma mais legítima do que a facilidade quase jactanciosa de se escandalizar que caracteriza tantas pessoas supostamente religiosas. O fato é que proporção imensa de nós é fariseu. Para cada homem piedoso que torna a piedade atraente, há nove que a tornam repugnante. Ou, noutras palavras, somente uma em cada dez pessoas reputadas espirituais é realmente espiritual. Aquele que, durante vida longa, mais se escandalizou, fez mais injúria à glória de Deus e foi, ele próprio, pedra de tropeço real e substancial no caminho de muitos. Foi ele fonte inesgotável de odiosa desedificação para os pequenos de Cristo. Se um desses tais ler isto, escandalizar-se-á de mim. Tudo aquilo de que ele não gosta, tudo aquilo que o desvia de sua maneira estreita de ver as coisas, é para ele um escândalo. É o modo farisaico de expressar diferença de opinião.

Os homens gostam maravilhosamente de ser papas, e o mais enfadonho dos homens, se ao menos tiver, como costuma ter, obstinação proporcionada à sua enfadonhice, pode na maioria das vizinhanças esculpir para si um pequeno papado; e se à sua enfadonhice ele conseguir acrescentar pomposidade, poderá reinar gloriosamente, pequeno concílio ecumênico local em sessão intermitente durante todas as quatro estações do ano. Quem tem tempo suficiente, ou ânimo suficiente, ou esperança suficiente, para tentar persuadir a esses homens? Eles não nos são suficientemente interessantes para serem dignos de os persuadirmos. Deixemo-los a sós com a sua glória e a sua felicidade. Tentemos persuadir a nós mesmos. Nós mesmos não nos escandalizamos com demasiada frequência? Examinemos a questão e vejamos.

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 66
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 14 de maio de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vero_e_falso_cristianesimo.htm   ● A VERDADEIRA VIDA não consiste unica e exclusivamente em se alimentar e beber, em divertir-se e provar emoções e prazeres. Tudo isto sozinho não tem saída, não tem fim nem ideal: leva a morte sem…
    Tags: a, de, é, não, que
  • 66
    Extrato do artigo A Tese de Cassiciacum O Papado Material Para um debate sereno Padre Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   ‘Sé vacante’ sim, ‘Igreja Vacante’ não   a)‘Vacante Sé Apostólica’ na morte de cada Papa, sim Os canonistas e os teólogos definem, e então distinguem, o período de Vacância da Sé…
    Tags: a, de, não, é, que, padre
  • 62
    O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições, pela lógica e pela especulação racional, a…
    Tags: a, de, é, que, não
  • 62
      O Padre Cardozo, ele próprio é a imagem do caos que instaurou, como podemos ler: Em 2014 era contra os milagres fora da Igreja; Em novembro de 2015 aceitava; Em dezembro do mesmo ano passado, mudou de idéia de novo. Se o Padre Trincado não tivesse dado a conhecer…
    Tags: de, que, a, não, padre
  • 62
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: a, de, não, que, é
  • 62
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Introdução Sócrates morre em 399 a.C. condenado formalmente por “impiedade”, ou seja, porque não cria nos Deuses da cidade e porque corrompia com as suas doutrinas a juventude de Atenas; mas a verdadeira razão da sua condenação a morte – como escreve Platão…
    Tags: a, de, que, não, é, padre
  • 61
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, a, não
  • 61
    A causa do caos na Resistência é a heresia da ação, de que fala D. Chautard no livro "A alma de todo apostolado". Ação sem reflexão é o que leva um Padre vir a público e escrever Comentários Anti-Eleison, porque a palavra Eleison, vem do grego, significa "ter piedade", "compadecer-se". Sendo…
    Tags: a, que, de, padre, é
  • 60
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, a, não, é
  • 60
      La Civiltà Cattolica, anno XLI, serie XIV, vol. VIII (fasc. 968, 8 de outubro de 1890) Roma 1890 pag. 167-182.   Liberdade de consciência     Rev. Pe. Francesco Salis Seewis S.J.  [Tradução: Gederson Falcometa] I. Verdadeira noção de liberdade de consciência. L’Opinione escrevia sob o título Liberdade de Consciência (n. 220) o que…
    Tags: a, de, que, não, é
  • 59
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que, não
  • 59
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: a, de, que, não, é
  • 59
    La Civiltà Cattolica anno 11° vol. 6, serie IV, Roma 1860.   R. P. LUIGI TAPARELLI D’AZEGLIO, S. J.   Que me diz o leitor? A opinião é a rainha do mundo?   Este é um daqueles problemas equívocos, ao qual se pode justamente responder com um sim não menos…
    Tags: a, que, de
  • 54
    (Primeira parte: liberdade, felicidade e oblação) PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 30 de março de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pace_anima.htm Início uma série de artigos sobre paz interior. Neste primeiro artigo trato da verdadeira liberdade dos filhos de Deus, diametralmente oposta a licença do liberalismo e dos mundanos. Como abordarei todos os…
    Tags: a, que, de, não, é
  • 52
      Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] São Bento de Núrsia (480-597) refugiando-se na gruta de Subiaco, depois de ter fugido do ambiente universitário de Roma em 497 corrupto intelectualmente e moralmente, escreve uma Regra que terminou em Cassino (529) depois de ter passado trinta anos em Subiaco, dos quais…
    Tags: de, a, não, que, é
  • 51
    Extraído do livro Fenomenologia da autodestruição (L’homme contre lui-meme) Noevelle Editions latines, 1, rue palatine, Paris, 1962 Marcel de Corte [Tradução: Gederson Falcometa] Não se pode compreender a obra de Maquiavel e o seu alcance, sem antes compreender a concepção do homem e de mundo que a governa. O pensamento…
    Tags: a, de, que, é, não
  • 51
    Padre Guido Matiussi  [Tradução: Gederson Falcometa] Virá o dia que um Concílio adaptará a religião aos novos tempos, expondo-a segundo as idéias agora aceitadas, como o Concílio de Trento por sua vez a expôs segundo as idéias escolásticas. Assim muitos dizem, e mais despudoradamente que outros, Loisy“. O conceito de…
    Tags: a, que, de, padre
  • 51
    d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] O paganismo (1) nega a liberdade humana, a onipotência criadora e a providência divina, em mundo governado pelo destino. Para o cristianismo – ao contrário – a história esta nas mãos de Deus onipotente que toma cuidado do mundo, conduzindo a humanidade, através de…
    Tags: de, que, não, é
  • 51
    Padre Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] Castigat ridendo mores Santo Agostinho no seu Comentário a primeira Epístola de São João (mesmo enquanto pregava aos seus fiéis de Hipona na semana Santa de 413), com o seu espírito firmemente irônico (“castigat ridendo mores”/brincando e rindo diz a verdade), faz algumas comparações…
    Tags: a, que, de, não, é
  • 51
    A "Tese de Cassiciacum" é ainda absolutamente certa? PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 6 luglio 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/TesIncerta.htm Advertência Tendo abandonado – publicamente – as conclusões jurídicas da “Tese de Cassiciacum” (7-8 de dezembro de 2006) para chegar ao “Sim Sim Não Não” em Veletri (7 de janeiro de 2007), me senti,…
    Tags: a, de, que, não
  • 51
      Uma pessoa me enviou o link, para o texto de um amigo que critica a afirmação de que a posição do Padre Cardozo “não existe nada de católico na Igreja Conciliar” é uma forma de sedevacantismo absoluto (eclesiavacantismo). O texto foi escrito por um amigo, que também julgo não…
    Tags: que, não, de, a
  • 50
    Esta sentença de Santo Tomás se enquadra bem a Cassani, naquilo que diz respeito a liberdade de religião e de culto, que ele propõe em sua obra [1]. O erro...
    Tags: de, que, é, não
  • 50
        De Padre Giuseppe Pace [Tradução: Gederson Falcometa]   Este artigo foi escrito pelo já falecido Padre Giuseppe Pace em 1978, que depois foi publicado no volume Zibaldone (de Frei Galdino da Pescarenico, Editiones Sancti Michaelis, pg. 42-45). Apesar de o artigo ressentir de elementos ligados ao tempo em…
    Tags: de, que, não, é
  • 50
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pace_anima2.htm     SEGUNDA PARTE * A aceitação de si   ·         Muitas vezes temos dificuldade de aceitar a vontade de Deus, queremos fazer aquilo que gostamos, mas algumas circunstâncias que não nos agradam se apresentam a nossa…
    Tags: de, que, não, é
  • 50
    Padre Roger Thomas Calmel Tradução: Gederson Falcometa Mais atual do que nunca é este texto do Padre Roger Thomas Calmel, um dos primeiros sacerdotes a ter pressentido e resistido a crise na Igreja que se difundia já rapidamente nos anos 60. Neste ele mostra as grandes linhas do comportamento do…
    Tags: que, de, não, é, padre

Não há nada de açúcar no bolo

 

Uma pessoa me enviou o link, para o texto de um amigo que critica a afirmação de que a posição do Padre Cardozo “não existe nada de católico na Igreja Conciliar” é uma forma de sedevacantismo absoluto (eclesiavacantismo). O texto foi escrito por um amigo, que também julgo não ser necessário citar o nome pelas mesmas razões que ele não o faz. Sobre o texto, tenho a dizer o que poderá se ler abaixo.

Uma empresa só faz um recall, porque há algo dela no automóvel que é seu objeto. Assim,  por exemplo, um defeito em um Gol objeto de recall, não significa que nele “não há nada da Volkswagen”. Significa que nele há algo da Volkswagen com defeito. Somente no caso, de um veículo de outra montadora, é que se pode dizer que ele não tem nada da montadora concorrente, ou seja, a Ford não pode convocar um recall do Gol, porque no Gol “não há nada da Ford”.  A questão versa sobre o significado do termo “não há nada de católico na Igreja Conciliar”, para a qual essa analogia não acrescenta nada, uma vez que o defeito em um Gol, não é o suficiente para que se possa afirmar “não há nada da Volkswagen no Gol”.

No que diz respeito a Missa Tridentina, por ordem do Concílio de Trento se publicou o “De deffectibus in celebratione missarum ocorrentibus”, onde constam todos os defeitos que podem tornar uma Missa inválida ou com outros que implicam em algum pecado de maior ou menor gravidade. Para que se possa dizer que uma Missa não tenha nada de católico é preciso que não tenha forma, matéria e o sacerdote validamente ordenados. Assim, pode-se dizer que o rito anglicano não tem nada de católico, mas de forma alguma pode se dizer que uma Missa defeituosa, ainda que inválida, não tenha nada de católico.

Lê-se ainda no texto que o Padre Cardozo permite que um fiel viva com um Padre Ordenado no Novo Rito, então, pode se dizer que na prática ele afirma o que nega na teoria, ou seja, que existe algo de católico na Igreja Conciliar. O mesmo admite na primeira resposta sobre a questão dos milagres, quando diz:

““1º. Foi levantado se há consagração nas missas novas, a respeito disso sabemos que não se pode sustentar que todas as missas novas sejam inválidas, enquanto se mantenham as condições necessárias: ministro válido, fórmula precisa etc., condições estas cada vez menos frequentes” Pode haver milagres fora da Igreja? Padre Ernesto Cardozo – http://catolicosresistentes.com.br/resistencia-catolica/pode-haver-milagres-fora-da-igreja-catolica/

Como se pode dizer “Sim, sim, Não, não” afirmando uma coisa na teoria e fazendo outra na prática? O que é a verdade: o que se afirma na teoria ou o que se faz na pratica? É bem simples: ou há algo de católico na Igreja Conciliar ou não há. Se o Padre Cardozo aceita que um fiel, viva com um Padre ordenado no novo Rito e que nem todas as Missas Novas são inválidas, ele não pode vir a público e dizer “não há nada de católico na Igreja Conciliar”. Como também não se poderia ler em seu blog extra-oficial que “Fora da Santa Tradição não existe salvação”: o fiel, só vive com o Padre Fernando, porque é possível alcançar ali a salvação, ali tem algo de católico. Isso é que gera o caos de que fala D. Williamson na resposta dada a Padre Cardozo. Se trata da mesma confusão que se observou na polêmica dos milagres, onde mostrou-se que de forma extraordinária pode haver milagres fora da Igreja, e mesmo assim, o Padre Cardozo e seus fiéis continuaram com a polêmica. O que pensar disso? Pode haver defesa da fé católica, sem humildade?

O Professor Nougué, e qualquer um, pode muito bem afirmar que os sacramentos da Igreja Conciliar são duvidosos, sem incorrer em sedevacantismo absoluto/eclesiavacantismo. Contudo, nem o Professor Nougué e nem quem faz essa afirmação, saem por ai defendendo com unhas e dentes que “não há nada de católico na Igreja Conciliar”. Quem faz essa afirmação já não tem dúvidas de que tais sacramentos são inválidos e que dos ritos reformados por Paulo VI, não sobrou nada de católico.

Por fim, se eu afirmasse que “não há nada de açúcar no bolo” e ao come-lo sentisse que ele é doce, minha afirmação seria falsa. Contudo, se não sinto doce, mas como a cereja, pode ser que ai se encontre algum açúcar, o que ainda assim invalidaria a afirmação, porque a cereja, ainda que seja uma parte estética, é parte do bolo…

 

Postagens relacionadas

  • 93
    La Civiltà Cattolica anno 11° vol. 6, serie IV, Roma 1860.   R. P. LUIGI TAPARELLI D’AZEGLIO, S. J.   Que me diz o leitor? A opinião é a rainha do mundo?   Este é um daqueles problemas equívocos, ao qual se pode justamente responder com um sim não menos…
    Tags: a, que, de, se
  • 86
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, a, não, se
  • 74
    Gederson Falcometa No vídeo em resposta ao Professor Carlos Nougué, se pode ouvir do Padre Cardozo, duas coisas importantes para se entender toda essa confusão: 1 – Foram feitos grandes esforços para evitar a briga com os bispos; 2 – Os esforços começaram entre setembro e outubro do ano passado…
    Tags: que, a, se, de, não
  • 73
      O Padre Cardozo, ele próprio é a imagem do caos que instaurou, como podemos ler: Em 2014 era contra os milagres fora da Igreja; Em novembro de 2015 aceitava; Em dezembro do mesmo ano passado, mudou de idéia de novo. Se o Padre Trincado não tivesse dado a conhecer…
    Tags: de, que, a, não
  • 72
    Unavox/Agosto 2012 A graça de estado De Padre... um sacerdote da Fraternidade [Tradução: Gederson Falcometa] A maior parte daqueles que acreditam ter, o dever de defender a política de Menzingen, ultimamente tem utilizado o argumento da obediência ao Superior, em razão da sua graça de estado. De que se trata?…
    Tags: de, que
  • 71
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 14 de maio de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vero_e_falso_cristianesimo.htm   ● A VERDADEIRA VIDA não consiste unica e exclusivamente em se alimentar e beber, em divertir-se e provar emoções e prazeres. Tudo isto sozinho não tem saída, não tem fim nem ideal: leva a morte sem…
    Tags: a, de, não, que
  • 71
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, a, não, se
  • 70
    Esta sentença de Santo Tomás se enquadra bem a Cassani, naquilo que diz respeito a liberdade de religião e de culto, que ele propõe em sua obra [1]. O erro...
    Tags: de, que, não, se
  • 69
        De Padre Giuseppe Pace [Tradução: Gederson Falcometa]   Este artigo foi escrito pelo já falecido Padre Giuseppe Pace em 1978, que depois foi publicado no volume Zibaldone (de Frei Galdino da Pescarenico, Editiones Sancti Michaelis, pg. 42-45). Apesar de o artigo ressentir de elementos ligados ao tempo em…
    Tags: de, que, se, não
  • 68
    Extrato do Capítulo XIII Em quais coisas a Igreja não é infalível   Do livro: Da opinião ao Dogma 15 de agosto de 1953 Padre Sisto Cartechini, S. J. [Tradução: Gederson Falcometa]     Milagres, aparições e relíquias   Especialmente entorno aos milagres antigos, não aqueles narrados na Sagrada Escritura, são transmitidos…
    Tags: de, a, não, que
  • 66
    Gederson Falcometa A confusão e a desordem seguem de vento em popa no apostolado do Padre Cardozo. Agora veio a público a exigência da assinatura de um termo de adesão ao catolicismo [1]. Lembrou muito bem um amigo, que como prescreve o CDC de 1917 [2], um herege, um apóstata…
    Tags: de, que, a, se
  • 65
      São Leão Magno Sermão n° 23: «Natal do Senhor» Já muitas vezes, caríssimos, ouvistes falar e fostes instruídos a respeito do mistério da solenidade de hoje; porém, assim como a luz visível enche sempre de prazer os olhos sadios, também aos corações retos não cessa de causar regozijo a…
    Tags: que, de, não
  • 64
    Inocêncio XI assim concluí o decreto do S. Ofício de 4 de março de 1679 acerca dos vários erros morais: «Finalmente, a fim de que os doutores, ou seja, os escolásticos ou qualquer um no futuro, se abstenham de disputas injuriosas, e para que se providencie conservar a paz e…
    Tags: de, a, que, se
  • 64
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que, não
  • 64
     Padre Roger Thomas CalmelTradução: Gederson FalcometaMais atual do que nunca é este texto do Padre Roger Thomas Calmel, um dos primeiros sacerdotes a ter pressentido e resistido a crise na Igreja que se difundia já rapidamente nos anos 60. Neste ele mostra as grandes linhas do comportamento do católico que…
    Tags: a, que, de, na
  • 61
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de julho de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pigrizia_e_abbattimento_difetti.htm “São vivificados pelo Espírito aqueles que não atribuem ao próprio eu toda ciência que sabem e desejam saber, mas a referem, com a palavra e o exemplo, ao Altíssimo Deus, ao qual pertence todo bem” (S. Francisco de…
    Tags: de, que, se, não, na
  • 61
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, não, se
  • 61
    A "Tese de Cassiciacum" é ainda absolutamente certa? PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 6 luglio 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/TesIncerta.htm Advertência Tendo abandonado – publicamente – as conclusões jurídicas da “Tese de Cassiciacum” (7-8 de dezembro de 2006) para chegar ao “Sim Sim Não Não” em Veletri (7 de janeiro de 2007), me senti,…
    Tags: a, de, que, não, se
  • 60
      La Civiltà Cattolica Roma 1908. [Tradução: Gederson Falcometa] A crítica está na boca de todos: é o mérito da idade moderna. E se fosse mérito sincero, haveria razão para aprecia-la: a crítica verdadeira é o exame glorioso da verdade, seja científica ou religiosa. Mas muitas vezes é mérito falso:…
    Tags: de, se, a, que
  • 59
        A Igreja e o Estado (2ª ed.) Napoles 1872, cap. I, pag. 7-21.Rev. Pe. Matteo Liberatore S.J.CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADOCAPÍTULO I.ARTIGO I.Conceito liberalITríplice forma de tal conceitoA palavra de ordem, como se costuma dizer, do liberalismo hodierno é a emancipação do Estado da Igreja. Isto se entende de…
    Tags: a, que, de, se
  • 59
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: a, de, não, que
  • 58
    O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições, pela lógica e pela especulação racional, a…
    Tags: a, de, que, não
  • 57
      La Civiltà Cattolica, anno XLI, serie XIV, vol. VIII (fasc. 968, 8 de outubro de 1890) Roma 1890 pag. 167-182.   Liberdade de consciência     Rev. Pe. Francesco Salis Seewis S.J.  [Tradução: Gederson Falcometa] I. Verdadeira noção de liberdade de consciência. L’Opinione escrevia sob o título Liberdade de Consciência (n. 220) o que…
    Tags: a, de, que, não
  • 57
      Fides et forma - Francesco Colafemina   [Tradução: Gederson Falcometa] Um secretário de Estado que incita repetidamente o Papa a assinar um “protocolo de renúncia ao Papado”. Uma Igreja destruída pelos inimigos no seu interior. O escândalo da pedofilia, com um dos seus centros na diocese de Century City…
    Tags: de, que, não
  • 57
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: a, de, que, não

LA ESPUELA DIABÓLICA

 

“El diablo tienta prometiendo o dando las cosas de Dios. Lo mismo que Dios nos ha de dar si tenemos espero y fidelidad. Cristo podía procurarse pan con esperar un poco –“y los ángeles se lo sirvieron”- sin necesidad de un milagro. El diablo nos empuja, nos precipita, es la espuela del mundo: nos invita a anticipar, a desflorar, a llegar antes

 

(P. Castellani, Domingo primero de Cuaresma II, “El Evangelio de Jesucristo”).

 

Quizás en este punto particular del obrar diabólico, muy bien visto por el Padre Castellani, se encuentra en gran parte la explicación a las diversas crisis, divisiones, contiendas, discordias, riñas, guerras intestinas y persecuciones suscitadas a lo largo de los años, y muy particularmente en los últimos tiempos, no sólo dentro de la Iglesia oficial o conciliar, sino también en las filas de diversos grupos y congregaciones de la Tradición católica. El diablo empuja en pos de un bien que presenta de acuerdo a nuestro natural, pero que al mezclarse con las malas artes, la precipitación y la temeridad, se ensucia y se transforma finalmente en un mal.

“A los primeros hombres les dijo (el diablo): ‘Seréis como dioses’ que es efectivamente lo que Dios se propuso hacer y hace, por medio de la adopción divina (la gracia elevante) y la visión beatífica, con el hombre” (Castellani, ibid.). Pero Adán y Eva, con su deseo de llegar antes a esa deificación, obtuvieron lo contrario: el pecado y la muerte.

Sara, mujer de Abrahán, no quiso esperar la promesa de Dios de darle descendencia al Patriarca, y entonces propuso que éste tuviera descendencia de su esclava. Se anticipó a la voluntad divina y se precipitó. Resultado: de allí vinieron los ismaelistas o árabes, que serán rebeldes contra todos hasta el día de hoy. También Ismael es figura del pueblo judío que rechazó a Jesucristo.

Los escribas y fariseos quisieron un Mesías Portentoso, Glorioso y Justiciero, anticipándose a los designios de Dios y sin tener que pasar por la humillación y aceptación de un Salvador manso, humilde y crucificado. Buscaron la gloria de su pueblo con un Mesías de su gusto y de acuerdo a su propia imagen, pero obtuvieron lo contrario: el rechazo, el castigo y la dispersión.

¿Y qué hizo Lutero, al querer reaccionar contra una fe que se volvía sólo exterioridad e hipocresía? Anticiparse y precipitarse a una rebelión orgullosa, sin esperar  y atender a los medios previstos y suscitados por Dios para limpiar a su modo su Iglesia. Consecuencia: quedarse en la rebelión y la protesta permanentes, creando una falsa iglesia disgregada en infinitas sectas.

El diablo tienta al mundo en los tiempos modernos con un gobierno mundial   o Reinado Universal sin Cristo, obtenido por la sola virtud del hombre. Como resultado hubo dos pavorosas guerras mundiales. No obstante lo cual el proyecto continuó en pie, participando del mismo la iglesia conciliar. Esto “representa esa aspiración irrestañable de la Humanidad al Milenio, a su unidad natural y pacífica, a su integración como Género Humano. Es inútil oponerse a esa aspiración actualísima –se equivocan los ultra-nacionalistas- porque es un anhelo que está en las entrañas de la evolución histórica del mundo: como que es una promesa divina. Pero el diablo quiere llegar antes. Los cristianos sabemos que esto vendrá, pero que sólo puede venir con y por Cristo; y que esta manera como se está haciendo ahora, no podemos aceptarla, porque es la vasta preparación del Anticristo” (Castellani, ibid.). En efecto, buscando un reinado universal de paz anticipado y no cuando Dios lo quiere y a su modo, el hombre se traerá no el bien deseado, sino el mal que desea rehuir.

Desde Adán y Eva la historia siempre es la misma. Cuando el hombre quiere imponer su voluntad, en vez de la de Dios, se separa de Dios y debe asumir sus terribles efectos. Y lo peor de todo esto es que generalmente el hombre hace su voluntad afirmando hacer la voluntad de Dios. Las consecuencias demuestran que se equivoca, aunque no lo quiera ver.

La Fraternidad San Pío X, cansada de esperar la conversión de Roma, para de esa forma retornar al lugar que le correspondería dentro de la estructura oficial de la Iglesia católica, se dejó empujar por el diablo para anticipar ese momento y llegar antes a la resolución de su conflicto con las autoridades romanas, sin esperar a los tiempos dispuestos por Dios. Entonces se dejó seducir ante la apetecible fruta que se le ofrecía, se precipitó y la probó. Comenzó así su caída y degradación paulatina en el liberalismo, para retornar lentamente a Roma y obtener de ese modo lo contrario de lo que en principio quería: de la conversión de los conciliares a la Tradición se pasó a la conversión de la FSSPX al Conciliarismo.

La misma tentación ha usado el diablo a la hora de buscar la pérdida y debilitamiento de las fuerzas de la Tradición católica. Presenta un bien para lograr el cual incita a anticipar, llegar antes. Usa su espuela para empujar a los exaltados y furibundos que necesitan verse a sí mismos victoriosos en una lucha contra quienes se sostienen con prudencia en la voluntad divina.

Los grupos sedevacantistas no pueden esperar a que a su debido tiempo Dios separe la cizaña del trigo en la siega final, desentrañando el misterio de iniquidad. Ellos se sienten obligados a anticiparse y separarla antes por su cuenta. Lógicamente, ellos son el trigo limpio, incontaminado, nutritivo, que ni siquiera tolera el roce o la sombra de la cizaña. Son los fariseos o “separados”. Sin embargo, esa garantía de pacífico crecimiento o mantención del trigo sin la impura cizaña que la estorbe con su peligro de contagio, no se verifica en los hechos, pues la agitación y la inquietud persisten en el trigal auto fumigado. En su obsesión por verse incólumes de toda infección, en realidad dispersaron la cizaña, y la confusión los divide y enfrenta entre sí todo el tiempo. Del contagio farisaico no se preocuparon. Y no pensaron que en realidad si estaban erguidos es porque no llevaban ningún fruto, pues la espiga cargada por su mismo peso se inclina hacia la tierra, figurando a los humildes.

Por su parte, además de los grupos farisaicos que han surgido de la FSSPX en diversos momentos, encabezados por sacerdotes que se creían llamados a ser líderes, gurúes u obispos iluminados e inapelables que no encontraron la “recompensa” que pensaban sus notables cualidades merecían, ahora también surgen en la Resistencia, actuando exactamente del mismo modo y por el mismo motivo, otros personajes ávidos de mantenerse “separados” de la más pequeña señal de lo que llaman “flaccidez”, “ambigüedad” o “falsedad” en una línea que según ellos debe proclamar que todo es blanco o negro, sin el menor matiz o discriminación. Ya sabemos quién es el que los empuja con su espuela. Aunque alguno de estos personajes en algún momento pudo esgrimir determinadas y atendibles verdades, lo cierto es que se dejaron envolver y cayeron en la misma tentación de anticiparse, de llegar antes, de ser los primeros, los más puros doctrinalmente, lo más combativos, los más fieles a Mons. Lefebvre. Gente que no tolera pasar por “impotente” o “débil”, carente de conocimientos doctrinales vastos y sólidos y cuya soberbia los obnubila hasta el punto de perder hasta el sentido común, no obstante dedícanse a escudriñar cual nueva “Inquisición” los “errores” con que poder condenar a aquellos que no tienen su mismo lenguaje, su misma “firmeza”, su mismo “espíritu”. Toda refutación a sus dislates o simplificaciones abusivas será ignorada por ellos, viéndose empujados a anticiparse, a ser los primeros en denunciar la “mancha” y la  “traición”. Y así tempranamente “patean el tablero” y dan el “portazo”, pues su orgullo enfermizo no puede tolerar una mota de polvo o misericordiosa “debilidad” en sus filas de guerreros espartanos. Siempre dispuestos con su “espada” en la mano para cortar cabezas -¿quizá las cabezas que no dejan asomarse y destacar las suyas?-  les encanta lanzar anatemas y sus mentes groseras y apasionadas, no teniendo la paciencia para dejarse enseñar por quienes saben, se ocupan en buscar arrollar al enemigo mediante ataques infantiles y ruidosos.  “A éstos muchas veces –dice San Juan de la Cruz- les acrecienta el demonio el fervor y ganas de hacer estas y otras obras porque les vaya creciendo la soberbia y presunción. Porque sabe muy bien el demonio que todas estas obras y virtudes que obran, no solamente no les valen nada, mas antes se les vuelven en vicio. Y a tanto suelen llegar algunos de estos, que no querrían que pareciese otro bueno, sino ellos; y así, con la obra y la palabra cuando se ofrece, los condenan y detraen: mirando la motica en el ojo de su hermano y no considerando la viga que está en el suyo; cuelan el mosquito ajeno y tráganse su camello” (el santo se refiere en su “Noche oscura del espíritu” a las imperfecciones espirituales que tienen los principiantes acerca del hábito de la soberbia).

Esto que decimos no puede sorprendernos, así ha pasado siempre y ahí está bien escrito en la recordada carta de Mons. Lefebvre, del 16 de julio de 1989, cuando fuera el escándalo provocado por el P. Morello en el seminario de La Reja. Curiosamente mucho tiempo después esa carta fue aplicada por el P. Bouchacourt –creemos que acertadamente- a otro sacerdote, aunque el entonces superior de distrito no quiso ver algunas verdades inquietantes acerca de su propia congregación. Por eso pareció una fórmula el que terminara su editorial con estas palabras de San Pablo: “El que piensa estar firme, mire, pues, no sea que caiga” (I Corintios, 10, 12) tan acordes pero que no deben sólo citarse, sino también esforzarse por permanecer como aquella frase de la Imitación de Cristo: «Todos somos frágiles; pero tú a nadie tengas por más frágil que tú.» [Libro I, c. 2].

Y bien, decía Mons. Lefebvre así (agregamos algunos comentarios que aplicamos al actual contexto):

Con ocasión de la nueva escisión que afecta a nuestra querida Fraternidad, provocada en América del Sur por el Padre Morello, me parece oportuno que analicemos cómo procede el demonio, buscando debilitar o destruir nuestra obra.

Los autores de estas separaciones, ¿no proceden acaso según dos principales tentaciones que luego se diversifican?

La primera tentación consiste en mantener relación con el Papa o con los obispos actuales. Evidentemente es más normal y más agradable llevarse bien con las autoridades que estar en dificultades con ellas, sobre todo cuando esas dificultades pueden concluir en sanciones. [Algunos de los neo-super-resistentes acusan increíblemente de esto a los obispos de la USML; sin embargo, consagrar obispos sin mandato pontificio, ¿es una forma de buscar tener buenas relaciones con las autoridades modernistas? Al contrario de lo que dicen estos exasperados blogueros, Mons. Williamson está haciendo lo mismo que Mons. Lefebvre al consagrar obispos para continuar la Tradición católica contra el modernismo vaticano. Hasta acá puede decirse que no se ha desviado del camino]

(…)

La segunda tentación que el diablo suscita en el espíritu de algunos de nuestros sacerdotes, que provoca ahora una nueva escisión a la Fraternidad [dígase ahora Resistencia], se puede resumir así: “Hemos tenido confianza en la Fraternidad [Resistencia] de los comienzos, en sus principios y en su acción; sin embargo, verificamos que su espíritu cambia y de este modo, por fidelidad a la Fraternidad inicial [Resistencia inicial], dejamos la Fraternidad actual [Resistencia actual].

Para justificar esta actitud se les hace necesario buscar las evidencias de los cambios. A partir de allí, los hechos más ínfimos serán explotados, agrandados, llegando a transformarse en verdaderas calumnias.  [Publicando incluso indebidamente correos privados sin autorización, sólo para difamar](…) La acusación me alcanzaba a mí mismo.

A ellos se les hacía necesario, también, engañar a los fieles, a fin de que los siguiesen. Una empresa basada, verdaderamente, en la mentira.

En aquel caso, los que buscaban oponer la Fraternidad de hoy a la de ayer eran “sedevacantistas” y rehusaban rezar públicamente por el Papa [Hoy actúan como sedevacantistas aunque se niegan a aceptar que lo son. Por eso les duele mucho ser llamados “eclesiavacantistas”.].

En el caso del Padre Morello, el principio es el mismo, pero los presuntos cambios que él dice advertir se situarían más bien en el nivel espiritual y moral. Esta actitud del Padre Morello se origina en una psicología personal, una necesidad innata de hacerse discípulos personalesexclusivos, pues él está persuadido de que lo anima un carisma particular para santificar las almas.

Esta actitud ya se había manifestado respecto de las religiosas, queriendo fundar su propia congregación, según sus ideas personales. Desgraciadamente los seminaristas han sido víctimas de esta tendencia posesiva y un grupo de ellos se convirtió en “su grupo”.

La decisión del cambio de destino del Padre Morello produjo la ruptura de ese grupo con el Seminario. Se les hizo necesario encontrar motivos para justificar la salida de la Fraternidad. Fue fácil: “nosotros somos los puros, los otros son los impuros”.

A partir de ese momento, es verdaderamente un espíritu diabólico el que se apodera de ellos y los conduce a buscar manifestaciones de todo tipo de taras y vicios.

No me hago ilusiones. Pronto yo mismo seré calumniado como ya lo he sido por parte de todos aquellos que han desgarrado a la Fraternidad.

El proceso es siempre el mismo, se les hace necesario justificar a todo precio el acto escandaloso que significa desviar a un grupo de sacerdotes, seminaristas y fieles.

Esforcémonos por esclarecer a quienes nos dejan sobre el grave daño que causan a la obra de la Tradición, pero no nos dejemos perturbar, guardemos la paz en medio de la prueba. La historia de la Fraternidad [hoy debe decirse de la Resistencia o USML, que continúa la obra de Mons. Lefebvre] se asemeja a la de la Iglesia y la continúa: Oportet hæreses esse (Es necesario que haya herejes). La Providencia permite estas purificaciones a fin de evitar que la obra se contamine.

En este último caso, se trata de un falso concepto de la formación espiritual, que tiene un dejo de jansenismo. ¡Dios nos preserve de este espíritu! Nos dimos cuenta tarde y el mal ya se había realizado en algunos jóvenes sacerdotes y en casi la mitad de los seminaristas.

La prudencia exige que no tengamos absolutamente ninguna relación con los que nos dejan, ni siquiera epistolar, excepto si alguno de entre ellos manifiesta signos serios de arrepentimiento. Recemos por ellos, esa es la verdadera caridad que podemos ejercitar para con ellos.

Que estas separaciones sean la ocasión de hacer un examen de conciencia, a fin de vigilar valerosamente para no admitir debilitamientos en lo doctrinal, moral, espiritual y disciplinario. Vigilate et orate (Velad y orad).

Algunos podrán sostener, como se ha hecho, usando estas mismas palabras de Mons. Lefebvre, que la crisis en la FSSPX y la expulsión de Mons. Williamson y varios sacerdotes ha sido una crisis similar a la acontecida en 1989 u otras parecidas. Otros, los neo-super-resistentes, podrán decir que ellos son en realidad los verdaderos fieles a Mons. Lefebvre, por lo que tales acusaciones no los involucran. Sin embargo, la diferencia que podemos hacer para identificar acertadamente aquello de lo que estamos hablando, está en que desde la Neo-FSSPX no han rebatido o siquiera intentado discutir seriamente ninguno de los hechos, críticas e informes presentados por los obispos, sacerdotes y fieles a través de sus escritos y blogs en la Resistencia. En cambio, y a diferencia de lo que no ha hecho la Neo-FSSPX, las críticas salidas de los actuales alborotadores sediciosos que se hacen llamar “Tradición resistente” contra los obispos y sacerdotes de la Resistencia -cuando no han sido calumnias dignas del mayor desprecio-  han sido puntualmente respondidas y refutadas con absoluta objetividad teológico-doctrinal, de lo cual tales pequeños grupos han hecho caso omiso, sin poder contestar o simplemente respondiendo con agresiones, bravatas o insultos y auto victimización. Y aún en el terreno de lo opinable, tales contenciosos dogmatizan insensatamente o caen en un tosco reduccionismo, coartando toda la libertad que la Iglesia allí defiende.

Encontramos esta precipitación diabólica perfectamente configurada en estos pequeños “gladiadores” que hacen ruido por medio de internet. Por caso, alguien que en su apuro atribuye directamente a un sacerdote la autoría de una muy desafortunada e injuriosa carta que en realidad tiene otra persona por firmante, mas en su precipitación no se han percatado de ello. Cual neo-donatistas, reducen la Iglesia a una empresa de forzada desinfección. Dice San Buenaventura: “Dos alas tiene Dios: su misericordia y su verdad; con la misericordia mira a los pecadores; con la verdad a los justos”. Mas estos Jueces sólo tienen la “verdad” (a medias, por cierto) y alzando imaginarias y filosas espadas buscan sólo a quien corregir o escarmentar. Pero la Iglesia no siempre actúa de esa forma. Como explica bien el Cardenal Newman, “…la Iglesia modera  o suspende los requerimientos más estrictos de su propia teología. Ilustran a la vez estos dos elementos de su constitución divinamente establecida: es que el temor, ya mencionado, de “apagar la mecha humeante” y que constituye la preocupación de un guía de almas, opera en la misma dirección de aquel celo, propio de quien quiere extender el Reino de Cristo, y a veces tales afanes equivalen a resistirse al rigor de una lógica teológica más apropiada para las aulas de los estudiantes de las escuelas que no para el mundo en general. En tales casos, vemos que dos de los oficios, el real y el pastoral, comparten un interés común que contrasta con el oficio teológico. Mas no siempre es así, y por tanto, pasaré ahora a dar ejemplos en los que sobresalen los requerimientos imperiales y políticos de la religión mientras que los deberes teológicos y de culto se mantienen en segundo plano…” (Misión profética de la Iglesia). El Cardenal inglés se extiende con varios ejemplos acerca de ese difícil equilibrio entre la rigidez doctrinal y su correspondiente aplicación pastoral. Veamos por otro lado un ejemplo de San Francisco de Sales, que demuestra el grado de discernimiento que se sostiene además en la confianza del obrar de la divina Providencia, y no pretende erigirse en sostén de la obra pastoral por sí mismo y con precipitación: “En 1619 san Francisco de Sales dirigía las siguientes líneas a una joven viuda que vino de París, donde llevaba una vida muy mundana, para retirarse a la Visitación de Moulins: ‘Al despedirme, pensé deciros que había que suprimir perfumes y aderezos, pero me contuve, según mi método, que es suave, para dar lugar a que, poco a poco, los ejercicios espirituales, como suelen hacer, vayan moviendo a las almas que se consagran enteramente a su divina bondad. Porque soy, ciertamente, muy amigo de la sencillez, pero siempre dejo la podadera con la que se cortan los retoños inútiles en las manos de Dios. Él os irá impulsando, querida hija, para que dejéis esos polvos, esos papeles dorados…¡Bendita sea siempre su misericordia!’”.

Contra el medrar de los diplomáticos aposentados en la Neo-FSSPX, estos nuevos revoltosos, que falsamente se parapetan tras supuestos argumentos doctrinales, en realidad van domeñados por un espíritu farisaico muy acentuado. Se sienten llamados a hacer la debida y urgente “limpieza” hasta el punto de disfrazarse de soldados y arma en mano hacer salir de la iglesia a los que no son católicos, como recientemente un fiel que lleva adelante un blog en Brasil, puso por ejemplo, en una vergonzosa bravuconada. Se trata de “una secreta soberbia disfrazada de celo”, en palabras de Joseph Tissot, soberbia que en el fondo no quiere esperar a que intervenga Dios y quiere jugar su papel. El diablo invita a “anticipar”, “llegar antes”, ser los “primeros” y los “mejores”. El soberbio no conoce la paciencia ni la prudencia. Debe revolver, inquieto, para apurar las cosas, para asegurarse de que su limpieza no corre peligro y que no será “traicionado”. Nada peor para él que pasar por ignorante o no enterado. Cae así en un celo desasosegado. Entonces en vez de santificarse a sí mismo, les da lecciones a los demás. Levanta convenientemente sospechas, premedita sus juicios, condena antes de tiempo, descontextualiza, no observa ni reconoce matices, piensa siempre mal. Todo eso brota de la oscuridad que obnubila el juicio de quienes son empujados por el diablo para tener aquí y ahora una “Resistencia” pura, fuerte, inmaculada, dura, indoblegable, potente y catoliquísima…como ellos. Nuevamente el trigo altanero mira con desdén al que tiene al lado y como no lo ve tan erguido como él, entonces lanza el grito: “¡Cizaña!”. Y quizás otros que tienen miedo de ser señalados gritan al unísono: “¡Cizaña!”. ¿Resultado? Se está viendo y se va a ver: grupos que supieron ser fieles a la Tradición transformados en sectas fieles a la “Tradición” que se inventan ellos mismos. Lo que era trigo, terminó siendo lo que despreciaba: cizaña. A Dios gracias son minoritarios y hay quienes cercanos a ellos logran oponérseles.

Desde la caída el hombre tiende a actuar según ese “seréis como Dios”, y así con su soberbia vive anticipando el deseo más arraigado de la divinidad que Dios nos promete pero que sólo por la gracia podemos recibir, en tanto y en cuanto no nos anticipemos a la Providencia, buscando conseguir neciamente ahora lo que debemos esperar. “En la quietud y en la confianza, dice Dios a Israel, está tu fortaleza” (Is. 30,15).

Los santos son los grandes reformadores que han sido capaces de limpiar la suciedad a su alrededor porque antes y de continuo se aplicaron a reformarse a sí mismos. Y para eso se conformaron y unieron a la voluntad de Dios. Hoy la multitud de “Reformadores”, “Cazadores de herejes”, “Renovadores” y “Campeones de la fe” hacen lo contrario. “Lutero protestó contra el abuso de las indulgencias –dice Castellani- y después abusó él de la indulgencia”. Hoy día vemos que algunos que protestaban contra el liberalismo de las autoridades de la FSSPX, abusan de su libertad y se tornan en la práctica liberales. Paradójicamente, actúan como liberales y se hacen llamar “antiliberales”.

Contra los “Reformadores”, “Inquisidores”, “Campeones de la fe”, “Resistentes duros o auténticos” y demás agentes de la discordia, los pleitos y las riñas (las obras de la carne que menciona San Pablo), como así también contra los que se niegan a examinar su fe y apuran el paso por no verse en conflictos con las autoridades, contra los que toman por estandarte la fe sin las obras correspondientes de la caridad, y los que sentimentalmente descuidan la fe para resultar agradables en nombre de una mal entendida caridad, Dios nos libre y haga caminar por su senda con la sencillez y la confianza de hijos, pues el camino de Dios es un camino de humildad, y esta, si es verdadera, sabe llevar en paz y con paciencia su cruz detrás de Cristo.

 

Fray Maseo

Postagens relacionadas

  • 86
    Fray Maseo Leemos en los Hechos de los Apóstoles, cómo San Pablo circuncidó a su discípulo Timoteo, quien a partir de entonces iba a acompañarle en sus viajes apostólicos (Hech. 16,3). No obstante haber predicado contra la circuncisión como cosa inútil e innecesaria muchas veces (cfr. Colosenses 2,11; Romanos 3,30-31;…
    Tags: de, que, la, a, y, el, los, en
  • 84
      Fray Maseo En el contexto de lo que viene ocurriendo en las filas de la Resistencia o Tradición católica en Brasil, pensamos que la turbación, el escándalo y la confusión suscitados exceden el marco de lo meramente doctrinal, y la vera explicación hay que buscarla en otro terreno. La…
    Tags: de, la, y, que, a, el, en
  • 67
    La Civiltà Cattolica anno 11° vol. 6, serie IV, Roma 1860.   R. P. LUIGI TAPARELLI D’AZEGLIO, S. J.   Que me diz o leitor? A opinião é a rainha do mundo?   Este é um daqueles problemas equívocos, ao qual se pode justamente responder com um sim não menos…
    Tags: a, que, de, se
  • 62
      La Civiltà Cattolica Roma 1908. [Tradução: Gederson Falcometa] A crítica está na boca de todos: é o mérito da idade moderna. E se fosse mérito sincero, haveria razão para aprecia-la: a crítica verdadeira é o exame glorioso da verdade, seja científica ou religiosa. Mas muitas vezes é mérito falso:…
    Tags: de, se, a, que, la
  • 59
                “El mundo se había perdido por la desobediencia a la voluntad divina. La reparación moral comporta una vuelta de la voluntad hacia Dios por medio de un acto exactamente contrario a la falta, y no podía ser, por lo tanto, efectuada sino por un…
    Tags: la, de, el, en
  • 59
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, a, se
  • 56
      La Civiltà Cattolica, anno XLI, serie XIV, vol. VIII (fasc. 968, 8 de outubro de 1890) Roma 1890 pag. 167-182.   Liberdade de consciência     Rev. Pe. Francesco Salis Seewis S.J.  [Tradução: Gederson Falcometa] I. Verdadeira noção de liberdade de consciência. L’Opinione escrevia sob o título Liberdade de Consciência (n. 220) o que…
    Tags: a, de, que, la
  • 55
    Clique aqui para baixar o livro on-line.   “La Iglesia e el mundo moderno – El progresismo de Congar y otros teologos recientes” Tabla de contenidos de la versión digital   PROLOGO 4 Capítulo I EL MISTERIO DE LA IGLESIA EN VATICANO II 7 La Iglesia, una Realidad de Salvación…
    Tags: de, el, en, y
  • 55
    La Civiltà Cattolica ano XXXIV, serie XII, vol. IV, Florença.P. MATTEO LIBERATORE, S. J.I.Logo que a Igreja de Cristo apareceu no mundo, o antigo Paganismo a combate até o fim, buscando sufoca-la no sangue. O novo Paganismo, que se chama Modernismo, e mais comumente Liberalismo ou Revolução, também ele combate a Igreja;…
    Tags: a, que, de, se, la
  • 53
    «Peregrino de um dia sobre o caminho da vida eu chegarei bem rápido, e comigo chegará cada homem que vive, a um termo onde nos espera, ofertado pela Providência divina um diadema ou um cárcere eterno. Agarrar o diadema, evitar o cárcere, eis aquilo que importa a mim e cada…
    Tags: a, que, de, se, la
  • 53
        A Igreja e o Estado (2ª ed.) Napoles 1872, cap. I, pag. 7-21.Rev. Pe. Matteo Liberatore S.J.CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADOCAPÍTULO I.ARTIGO I.Conceito liberalITríplice forma de tal conceitoA palavra de ordem, como se costuma dizer, do liberalismo hodierno é a emancipação do Estado da Igreja. Isto se entende de…
    Tags: a, que, de, se
  • 50
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que
  • 50
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, a, se

Verdadeira e falsa prudência — Resposta a Domenico Savino

 

“Quem não está disposto a arriscar-se por suas ideias, ou não vale nada ou não aplica nada de suas ideias”  (Ezra Pound)

Don Curzio Nitoglia

[Tradução: Gederson Falcomenta]

 Publicado originalmente no

O caro amigo Dr. Domenico Savino, em 8 de abril de 2009, escreveu um interessante artigo em seu site “Effedieffe” intitulado “Fraternidade São Pio X: temores e esperanças”, onde “reprova certa falta de prudência” a Mons. Richard Williamson. Mas que coisa é exatamente a prudência e a imprudência? Perguntemos a Santo Tomás de Aquino, “o mais sábio dos santos, o mais santo dos sábios” (Pio XII).

  Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 70
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, em, não, se, é
  • 66
    Orwell 1984 - Newman e liberalismo d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 28 dicembre 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/mondialismo_orwell_e_newman.htm     a) GEORGE ORWELL “1984” Prologo Em 1903 Eric Arthur Blair, verdadeiro nome de George Orwell, nasce em Bengala, onde o pai é funcionário estatal do Reino Unido. Em 1904 retorna a Inglaterra com…
    Tags: de, é, que, em, não, para, com, se, por
  • 66
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de julho de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pigrizia_e_abbattimento_difetti.htm “São vivificados pelo Espírito aqueles que não atribuem ao próprio eu toda ciência que sabem e desejam saber, mas a referem, com a palavra e o exemplo, ao Altíssimo Deus, ao qual pertence todo bem” (S. Francisco de…
    Tags: de, que, se, é, com, não, para, os
  • 66
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pace_anima2.htm     SEGUNDA PARTE * A aceitação de si   ·         Muitas vezes temos dificuldade de aceitar a vontade de Deus, queremos fazer aquilo que gostamos, mas algumas circunstâncias que não nos agradam se apresentam a nossa…
    Tags: de, que, não, é, com, os
  • 65
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_amore_caritas.htm * ·         Depois de ter visto o que é a verdadeira Caridade sobrenatural e tê-la distinta antes de tudo do amor natural (que é bom mas imperfeito) e sobretudo do erotismo freudiano, que hoje invadiu todas as…
    Tags: de, que, é, não, se, ou, para, em
  • 65
    TEMAS DO SERMÃO Evangelho do primeiro domingo após o Natal do Senhor: "José e Maria...", que é dividido em três partes. No primeiro tema do sermão, sobre a graça e a glória de Jesus Cristo, como está escrito: "Aprende onde está a sabedoria". O primeiro tema, sobre a pobreza, como…
    Tags: que, de, é, os, para
  • 64
        De Padre Giuseppe Pace [Tradução: Gederson Falcometa]   Este artigo foi escrito pelo já falecido Padre Giuseppe Pace em 1978, que depois foi publicado no volume Zibaldone (de Frei Galdino da Pescarenico, Editiones Sancti Michaelis, pg. 42-45). Apesar de o artigo ressentir de elementos ligados ao tempo em…
    Tags: de, que, se, não, é
  • 63
        PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 27 de junho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_bellezza_e_serieta.htm * No sentimentalismo se busca a “consolação sensível”, ou seja, o “prazer” e se pode cair fácilmente na desordem ascética (aparicionismo) e moral. Esta é a consequência prática do erro ascético do Americanismo ou teórico do…
    Tags: de, que, é, ou, se, não, os, em, para
  • 62
    Esta sentença de Santo Tomás se enquadra bem a Cassani, naquilo que diz respeito a liberdade de religião e de culto, que ele propõe em sua obra [1]. O erro...
    Tags: de, que, é, não, se
  • 61
    A “REGRESSÃO” JUDAIZANTE DO VATICANO II: A “MENTIRA” DO JUDEU-CRISTIANISMO   DON CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 6 de fevereiro de 2010 Publicado originalmente no SPES http://www.doncurzionitoglia.com/menzogna_del_giudeocristianesimo.htm                                                               Prólogo   Saiu recentemente em italiano um interessante livro do rabino Jacob Neusner [1], que volta a 1991 (Jews and…
    Tags: de, que, é, em, não
  • 61
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, não, se
  • 61
      d. CURZIO NITOGLIA 10 de julho de 2012 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/consegne_ai_militanti.htm     “É todo um mundo que deve ser refeito, a partir do fundamento, transformando-lhe de selvático em humano e de humano em divino, isto é, segundo o Coração de Deus” (Pio XII, 10 de fevereiro de…
    Tags: de, é, que, não, se, ou, os, para, em
  • 61
    d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] O paganismo (1) nega a liberdade humana, a onipotência criadora e a providência divina, em mundo governado pelo destino. Para o cristianismo – ao contrário – a história esta nas mãos de Deus onipotente que toma cuidado do mundo, conduzindo a humanidade, através de…
    Tags: de, que, não, é, os
  • 60
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 20 de Julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/dottrina_sociale_pio_xii.htm    “Em todas as partes hoje a vida das Nações foi desintegrada pelo culto cego do valor numérico” (Pio XII, Radiomensagem 24.12.1944)   Proêmio   Já vimos qual é a concepção política clássica e escolástica. Agora devemos ver…
    Tags: de, que, é, não, ou, se
  • 59
    Se nos revoltamos ou fazemos finta de não ver o mal que está diante de nós, perdemos a paz. Se ao invés o aceitamos e o sublimamos com a Fé e a Caridade...
    Tags: de, não, que, é, se, em
  • 56
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, não, é, se
  • 54
      São Leão Magno Sermão n° 23: «Natal do Senhor» Já muitas vezes, caríssimos, ouvistes falar e fostes instruídos a respeito do mistério da solenidade de hoje; porém, assim como a luz visível enche sempre de prazer os olhos sadios, também aos corações retos não cessa de causar regozijo a…
    Tags: que, de, não, em
  • 53
    DON CURZIO NITOGLIA [tradução: Gederson Falcometa] 20 abril 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/Principe_Cristiano_Vs_Principe_Machiavelli.htm Introdução Maquiável, depois de Dante e mais que Dante, nega a ordem política indicada por S. Tomás no De regimine principum. O Aquinate quis reunir a Sociedade a Deus, Maquiável queria uma política autônoma da moral e de Deus. O príncipe…
    Tags: que, de, os, é, não, se, para, em
  • 52
    CONDITIO SINE QUA NON PARA A INSTAURAÇÃO  DO REINO SOCIAL DE CRISTO d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 19 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/uomo_animale_politico.htm   Contra o erro ‘por defeito’ do Liberalismo-laicista e ‘por excesso’ do Angelismo-clericalista Atualidade do problema São Pio X na Carta Encíclia Iucunda Sane (Março de 1904) explica que,…
    Tags: de, é, não, que, ou, se, em, por
  • 52
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 21 de maio de 2011  http://www.doncurzionitoglia.com/miglioramento_carattere_temperam.htm O CARÁTER   Natureza do caráter O caráter é o modo de ser habitual de um homem, que o distingue dos outros e lhe dá uma personalidade intelectual, moral, e psicológica propriamente sua. O caráter é distinto…
    Tags: de, é, não, que, ou, se, os
  • 51
      Uma pessoa me enviou o link, para o texto de um amigo que critica a afirmação de que a posição do Padre Cardozo “não existe nada de católico na Igreja Conciliar” é uma forma de sedevacantismo absoluto (eclesiavacantismo). O texto foi escrito por um amigo, que também julgo não…
    Tags: que, não, de, se
  • 50
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 14 de maio de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vero_e_falso_cristianesimo.htm   ● A VERDADEIRA VIDA não consiste unica e exclusivamente em se alimentar e beber, em divertir-se e provar emoções e prazeres. Tudo isto sozinho não tem saída, não tem fim nem ideal: leva a morte sem…
    Tags: de, é, não, que

O HOMEM ANIMAL POLÍTICO

CONDITIO SINE QUA NON PARA A INSTAURAÇÃO  DO REINO SOCIAL DE CRISTO

d. CURZIO NITOGLIA

[Tradução: Gederson Falcometa]

19 agosto 2011

http://www.doncurzionitoglia.com/uomo_animale_politico.htm

 

Contra o erro ‘por defeito’ do Liberalismo-laicista e ‘por excesso’ do Angelismo-clericalista

Atualidade do problema

  • São Pio X na Carta Encíclia Iucunda Sane (Março de 1904) explica que, o meio com que os heterodoxos se infiltram na Igreja, consiste em aplicar uma regra de ação prudencial aos princípios ou aos dogmas, confundindo o plano teórico ou da verdade com aquele prático ou do agir humano. Ora, continua papa Sarto, a prudência é uma virtude moral, que ajuda a aplicar os princípios ao caso prático e a resolver este último a luz do princípio, sem rebaixar o princípio, fazendo o válido somente se praticamente útil. Portanto, transpor prudência ou a prática, confundindo-a no nível dos princípios, é baixar o princípio do nível teórico para aquele prático, o que tem consequências desastrosas: do ponto de vista teórico dilui o princípio e corrói o dogma; do ponto de vista prático pode degenerar se em lassidão ou rigorismo como veremos adiante”.

  Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 79
      d. CURZIO NITOGLIA 10 de julho de 2012 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/consegne_ai_militanti.htm     “É todo um mundo que deve ser refeito, a partir do fundamento, transformando-lhe de selvático em humano e de humano em divino, isto é, segundo o Coração de Deus” (Pio XII, 10 de fevereiro de…
    Tags: de, é, que, não, do, se, ou, ao, em, mas
  • 75
      PADRE CURZIO NITOGLIA 19 de dezembro de 2009 http://www.doncurzionitoglia.com/scienza_politica_tomistica.html [Tradução: Gederson Falcometa] Publicado originalmente no SPES - SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO “A prudência em relação ao bem comum se chama política” (S. Th., II-II, q. 47, a. 10, in corpore)   Política como “prudência social” A…
    Tags: que, de, não, é, ou, em, do, se, ao, nitoglia
  • 71
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução:Gederson Falcometa] 3 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/chiesa_cattolica_e_s_agostino.htm Prólogo Monsenhor Brunero Gherardini publicou o seu mais recente trabalho: Católica. Contornos da eclesiologia agostiniana (Torino, Lindau, 2011) [1]. Onde reassume a sua atividade seja de professor de eclesiologia na Lateranense em 1968, seja de Autor de estudos recentes…
    Tags: de, em, é, não, cristo, ou, se, nitoglia, curzio, don
  • 70
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 21 de maio de 2011  http://www.doncurzionitoglia.com/miglioramento_carattere_temperam.htm O CARÁTER   Natureza do caráter O caráter é o modo de ser habitual de um homem, que o distingue dos outros e lhe dá uma personalidade intelectual, moral, e psicológica propriamente sua. O caráter é distinto…
    Tags: de, é, não, do, que, ou, se, mas, curzio, don
  • 69
      Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   A natureza da autoridade A sociedade é uma união moral de muitos homens, para agir em vista do bem comum. A causa final da sociedade é o bem estar comum temporal; a causa material são as pessoas; a causa eficiente é Deus…
    Tags: de, que, é, não, do, ou, se, em, por, nitoglia
  • 64
      Da Apocalíptica ao Mundialismo hebraíco/sionista Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] * «Quem quer fazer Teologia não pode ignorar o problema hebraico e quem faz política non pode não recorrer a Teologia». * Literatura apocalíptica ·         A Apocalíptica não é para ser confundida com o Apocalipse de São João, que «no…
    Tags: de, do, que, é, não, se, nitoglia, curzio, don
  • 64
      In memoria di Shahbaz Bhatti   d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 23 marzo 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vera_e_falsa_caritas.htm http://youtu.be/G-ki-HQ2Fv0 Prólogo Hoje se fala muito, talvez até mesmo demais, de “caridade” (“muito dela se  fala e menos dela se tem”, diz o provérbio). Mas que coisa é a verdadeira Caridade? No presente…
    Tags: de, que, é, não, se, ou, do, nitoglia, don, curzio
  • 64
    DON CURZIO NITOGLIA 6 de março de 2010 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/PioXII_e_scomunica_comunismo.htm Introdução: justiça e atualidade da condenação Pio XII, através da Sagrada Congregação do Santo Oficío emanou três documentos sobre a natureza do comunismo e a sua incompatibilidade com o cristianismo. 1º)Um ‘Decreto geral” (1º de julho de 1949),…
    Tags: de, que, é, do, não, se, em, ou, nitoglia, curzio
  • 64
      DON  CURZIO  NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 31 marzo 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/conciliarismo_e_gallicanesimo.htm         Concílio de Constança   “Roma é o ultimo refúgio daqueles que erraram e se arrependeram contra a dureza daqueles que pensam não ter nunca errado”.   O Conciliarismo ·        É um erro eclesiológico, segundo o qual o…
    Tags: de, do, que, é, em, não, nitoglia, curzio, don
  • 63
    DON CURZIO NITOGLIA [tradução: Gederson Falcometa] 20 abril 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/Principe_Cristiano_Vs_Principe_Machiavelli.htm Introdução Maquiável, depois de Dante e mais que Dante, nega a ordem política indicada por S. Tomás no De regimine principum. O Aquinate quis reunir a Sociedade a Deus, Maquiável queria uma política autônoma da moral e de Deus. O príncipe…
    Tags: que, de, é, do, não, se, em, curzio, nitoglia, don
  • 61
    - PRIMEIRA  PARTE - PRIMEIRA  PARTE SECONDA e TERZA  PARTE QUARTA  PARTE   d. Curzio Nitoglia 29 de abril de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/devozione_spirito_santo.htm   A devoção ao Espírito Santo -Primeira Parte-     Comumente se considera que, a devoção ao Espírito Santo seja qualquer coisa  reservada as almas…
    Tags: que, de, é, do, ou, não, ao, nitoglia, curzio, don
  • 61
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: de, que, não, é, nitoglia, curzio, don
  • 60
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: de, não, que, é, curzio, nitoglia, don
  • 60
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, do, em, não, se, é
  • 60
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 8 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/bene_del_tutto_e_della_parte.htm “Civitas propter cives, non cives propter civitatem” ·Contra o comunitarismo (“o bem de todos”) a sã filosofia ensina que a Sociedade não é o Fim absoluto, o bem ao qual os cidadãos são ordenados, mas a Sociedade…
    Tags: é, de, do, ou, que, não, ao, nitoglia, curzio, don
  • 58
    d. CURZIO NITOGLIA 8 de junho de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/strutturalismo_francese.htm   O estruturalismo é “o certificado de morte da alma”(Michel Focault). “Existe muita lógica nesta loucura” (Hamlet, W.Shakespeare).   Proêmio O marxismo em crise depois da falência da revolução stalinista, que não conseguiu exportar o comunismo para o mundo inteiro,…
    Tags: de, do, é, que, em, ou, se, não, nitoglia, don
  • 57
     A calúnia é uma brisa sutil, mas ribomba como tiro de canhão PADRE CURZIO NITOGLIA 18 de outubro de 2014 [Tradução: Gederson Falcometa] Publicado originalmente em Estudos Tomistas [Nota prévia. Como se verá, permitimo-nos fazer uma nota de esclarecimento ao artigo do Padre Nitoglia.] “O homem faz o mal totalmente,…
    Tags: de, é, ou, se, não, por, nitoglia, curzio
  • 55
    ESPIRITUALIDADE CATÓLICA E RELIGIOSIDADE ORIENTALIZANTE d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 25 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/falso_misticismo_e_vera_mistica.htm   O falso misticismo Já falamos da verdadeira mística[1] neste site (v.***). No presente artigo resta ver qual é a sua falsificação, que é o falso misticismo. Este perverte sobretudo a verdadeira noção do estado…
    Tags: de, que, do, é, ou, não, nitoglia, don, curzio
  • 55
    A "Tese de Cassiciacum" é ainda absolutamente certa? PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 6 luglio 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/TesIncerta.htm Advertência Tendo abandonado – publicamente – as conclusões jurídicas da “Tese de Cassiciacum” (7-8 de dezembro de 2006) para chegar ao “Sim Sim Não Não” em Veletri (7 de janeiro de 2007), me senti,…
    Tags: de, que, não, se, curzio, nitoglia, don
  • 55
    Dom Romolo Murri, Dom Luigi Sturzo e Alcide De Gasperi d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 24 giugno 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/democrazia_cristiana_e_modernism.htm A questão democristã Dom Dário Composta escreve: “O modelo ideal “DC” se pode definir [...] como política progressista e aconfessional”(1). Essa é um partido de centro que olha à esquerda, como dizia…
    Tags: de, em, que, do, nitoglia, curzio, don
  • 54
        PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 27 de junho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_bellezza_e_serieta.htm * No sentimentalismo se busca a “consolação sensível”, ou seja, o “prazer” e se pode cair fácilmente na desordem ascética (aparicionismo) e moral. Esta é a consequência prática do erro ascético do Americanismo ou teórico do…
    Tags: de, que, é, ou, se, não, do, em, mas
  • 54
     DON CURZIO NITOGLIA 19  de agosto de 2009[Tradução: Gederson Falcometa]Publicado originalmente noSPES –SEMINÁRIO DE ESTUDOSSOCIOPOLÍTICOSSANTO TOMÁS DE AQUINO http://www.doncurzionitoglia.com/Dante_Alighieri_DeMonarchia.htm   Dante, em De Monarchia, é um um dos precursores do Príncipe de Maquiável. Esta frase pode surpreender, mas, se se estudar bem o problema, as coisas se fazem claras. Para Étienne Gilson, segundo Dante “O imperador não…
    Tags: de, que, do, se, nitoglia, curzio, don
  • 54
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 20 de Julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/dottrina_sociale_pio_xii.htm    “Em todas as partes hoje a vida das Nações foi desintegrada pelo culto cego do valor numérico” (Pio XII, Radiomensagem 24.12.1944)   Proêmio   Já vimos qual é a concepção política clássica e escolástica. Agora devemos ver…
    Tags: de, que, é, não, do, ou, se
  • 53
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_amore_caritas.htm * ·         Depois de ter visto o que é a verdadeira Caridade sobrenatural e tê-la distinta antes de tudo do amor natural (que é bom mas imperfeito) e sobretudo do erotismo freudiano, que hoje invadiu todas as…
    Tags: de, que, é, não, se, ou, do, em
  • 53
    A “REGRESSÃO” JUDAIZANTE DO VATICANO II: A “MENTIRA” DO JUDEU-CRISTIANISMO   DON CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 6 de fevereiro de 2010 Publicado originalmente no SPES http://www.doncurzionitoglia.com/menzogna_del_giudeocristianesimo.htm                                                               Prólogo   Saiu recentemente em italiano um interessante livro do rabino Jacob Neusner [1], que volta a 1991 (Jews and…
    Tags: de, do, que, é, em, não

VERDADEIRA E FALSA CARIDADE

 

In memoria di Shahbaz Bhatti

 

d. CURZIO NITOGLIA

[Tradução: Gederson Falcometa]

23 marzo 2011

http://www.doncurzionitoglia.com/vera_e_falsa_caritas.htm

Prólogo

Hoje se fala muito, talvez até mesmo demais, de “caridade” (“muito dela se  fala e menos dela se tem”, diz o provérbio). Mas que coisa é a verdadeira Caridade? No presente artigo busco expor a doutrina católica, que se funda sobre a Tradição e a S. Escritura, lidas a luz do pensamento de Santo Tomás, o Doutor Oficial ou Comum da Igreja. Se verá, então, como a verdadeira Caridade é totalmente diferente do vago sentimentalismo da experiência religiosa, como apresentado pelo neomodernismo ascético, o qual é o desnaturamento da verdadeira Caridade, assim como é também distinta e antes eminentemente superior ao amor natural, o qual é bom em si, mas imperfeito, porque não pode ultrapassar por si mesmo os limites da sua natureza, muito ferida  pelo pecado original.

 

·        Um exemplo de verdadeira Caridade sobrenatural nos foi deixado nestes dias pelo Ministro para as minorias do Paquistão Shajbaz Bhatti, morto por ódio a Fé católica nos primeiros dias de março de 2011. Quero citar uma parte do seu “Testamento espiritual”:

 

«Desde de criança, eu costumava ir a Igreja e encontrar profunda inspiração nos ensinamentos, no Sacrifício e na Crucificação de Jesus. Foi o Amor de Jesus que me conduziu a oferecer os meus serviços a Igreja. As assustadoras condições nas quais vertiam os Cristãos no Paquistão me chocaram. Quando havia apenas 13 anos escutei um sermão sobre o Sacrifício de Jesus para a nossa Redenção e a Salvação do mundo inteiro e pensei em corresponder ao seu Amor doando amor aos nossos irmãos, colocando me ao serviço dos Cristãos. Não quero popularidade, não quero poder. Quero apenas um lugar aos pés de Jesus. Quero que a minha vida, as minhas ações falem por mim e digam que estou seguindo Jesus Cristo. Tal desejo é assim forte em mim que me considerarei um privilegiado quando Jesus quiser aceitar o sacrifício da minha vida. Quero viver por Jesus e por Ele quero morrer. Quanto reflito sobre o fato de que Jesus Cristo sacrificou tudo, que Deus mandou o Seu próprio Filho para a nossa Redenção, me pergunto como não posso eu seguir o caminho do Calvário». 

 

O Senhor ouviu Shahbaz Bhatti e agora ele goza da Visão beatifica da face de Deus.

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 72
      d. CURZIO NITOGLIA 10 de julho de 2012 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/consegne_ai_militanti.htm     “É todo um mundo que deve ser refeito, a partir do fundamento, transformando-lhe de selvático em humano e de humano em divino, isto é, segundo o Coração de Deus” (Pio XII, 10 de fevereiro de…
    Tags: de, é, que, não, do, se, ou, deus, nitoglia, curzio
  • 64
    CONDITIO SINE QUA NON PARA A INSTAURAÇÃO  DO REINO SOCIAL DE CRISTO d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 19 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/uomo_animale_politico.htm   Contra o erro ‘por defeito’ do Liberalismo-laicista e ‘por excesso’ do Angelismo-clericalista Atualidade do problema São Pio X na Carta Encíclia Iucunda Sane (Março de 1904) explica que,…
    Tags: de, é, não, que, do, ou, se, curzio, nitoglia, don
  • 64
      PADRE CURZIO NITOGLIA 19 de dezembro de 2009 http://www.doncurzionitoglia.com/scienza_politica_tomistica.html [Tradução: Gederson Falcometa] Publicado originalmente no SPES - SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO “A prudência em relação ao bem comum se chama política” (S. Th., II-II, q. 47, a. 10, in corpore)   Política como “prudência social” A…
    Tags: que, de, não, é, ou, do, se, nitoglia, curzio, don
  • 62
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 21 de maio de 2011  http://www.doncurzionitoglia.com/miglioramento_carattere_temperam.htm O CARÁTER   Natureza do caráter O caráter é o modo de ser habitual de um homem, que o distingue dos outros e lhe dá uma personalidade intelectual, moral, e psicológica propriamente sua. O caráter é distinto…
    Tags: de, é, não, do, que, ou, se, curzio, don
  • 61
      Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   A natureza da autoridade A sociedade é uma união moral de muitos homens, para agir em vista do bem comum. A causa final da sociedade é o bem estar comum temporal; a causa material são as pessoas; a causa eficiente é Deus…
    Tags: de, que, é, não, do, ou, se, nitoglia, curzio, don
  • 60
      Da Apocalíptica ao Mundialismo hebraíco/sionista Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] * «Quem quer fazer Teologia não pode ignorar o problema hebraico e quem faz política non pode não recorrer a Teologia». * Literatura apocalíptica ·         A Apocalíptica não é para ser confundida com o Apocalipse de São João, que «no…
    Tags: de, do, que, é, não, se, nitoglia, curzio, don
  • 59
    - PRIMEIRA  PARTE - PRIMEIRA  PARTE SECONDA e TERZA  PARTE QUARTA  PARTE   d. Curzio Nitoglia 29 de abril de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/devozione_spirito_santo.htm   A devoção ao Espírito Santo -Primeira Parte-     Comumente se considera que, a devoção ao Espírito Santo seja qualquer coisa  reservada as almas…
    Tags: que, de, é, do, virtudes, ou, não, nitoglia, curzio, don
  • 58
    DON CURZIO NITOGLIA 6 de março de 2010 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/PioXII_e_scomunica_comunismo.htm Introdução: justiça e atualidade da condenação Pio XII, através da Sagrada Congregação do Santo Oficío emanou três documentos sobre a natureza do comunismo e a sua incompatibilidade com o cristianismo. 1º)Um ‘Decreto geral” (1º de julho de 1949),…
    Tags: de, que, é, do, não, se, ou, nitoglia, curzio, don
  • 58
    ESPIRITUALIDADE CATÓLICA E RELIGIOSIDADE ORIENTALIZANTE d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 25 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/falso_misticismo_e_vera_mistica.htm   O falso misticismo Já falamos da verdadeira mística[1] neste site (v.***). No presente artigo resta ver qual é a sua falsificação, que é o falso misticismo. Este perverte sobretudo a verdadeira noção do estado…
    Tags: de, que, do, é, ou, não, deus, nitoglia, don, curzio
  • 57
    DON CURZIO NITOGLIA [tradução: Gederson Falcometa] 20 abril 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/Principe_Cristiano_Vs_Principe_Machiavelli.htm Introdução Maquiável, depois de Dante e mais que Dante, nega a ordem política indicada por S. Tomás no De regimine principum. O Aquinate quis reunir a Sociedade a Deus, Maquiável queria uma política autônoma da moral e de Deus. O príncipe…
    Tags: que, de, é, do, não, se, curzio, nitoglia, don
  • 56
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: de, que, não, é, nitoglia, curzio, don
  • 56
      DON  CURZIO  NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 31 marzo 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/conciliarismo_e_gallicanesimo.htm         Concílio de Constança   “Roma é o ultimo refúgio daqueles que erraram e se arrependeram contra a dureza daqueles que pensam não ter nunca errado”.   O Conciliarismo ·        É um erro eclesiológico, segundo o qual o…
    Tags: de, do, que, é, não, nitoglia, curzio, don
  • 56
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: de, não, que, é, curzio, nitoglia, don
  • 55
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_amore_caritas.htm * ·         Depois de ter visto o que é a verdadeira Caridade sobrenatural e tê-la distinta antes de tudo do amor natural (que é bom mas imperfeito) e sobretudo do erotismo freudiano, que hoje invadiu todas as…
    Tags: de, que, é, não, se, ou, do, deus
  • 55
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução:Gederson Falcometa] 3 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/chiesa_cattolica_e_s_agostino.htm Prólogo Monsenhor Brunero Gherardini publicou o seu mais recente trabalho: Católica. Contornos da eclesiologia agostiniana (Torino, Lindau, 2011) [1]. Onde reassume a sua atividade seja de professor de eclesiologia na Lateranense em 1968, seja de Autor de estudos recentes…
    Tags: de, é, não, ou, se, nitoglia, curzio, don
  • 54
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 8 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/bene_del_tutto_e_della_parte.htm “Civitas propter cives, non cives propter civitatem” ·Contra o comunitarismo (“o bem de todos”) a sã filosofia ensina que a Sociedade não é o Fim absoluto, o bem ao qual os cidadãos são ordenados, mas a Sociedade…
    Tags: é, de, do, ou, que, não, nitoglia, curzio, don
  • 53
    d. CURZIO NITOGLIA 8 de junho de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/strutturalismo_francese.htm   O estruturalismo é “o certificado de morte da alma”(Michel Focault). “Existe muita lógica nesta loucura” (Hamlet, W.Shakespeare).   Proêmio O marxismo em crise depois da falência da revolução stalinista, que não conseguiu exportar o comunismo para o mundo inteiro,…
    Tags: de, do, é, que, ou, se, não, nitoglia, don, curzio
  • 53
    Dom Romolo Murri, Dom Luigi Sturzo e Alcide De Gasperi d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 24 giugno 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/democrazia_cristiana_e_modernism.htm A questão democristã Dom Dário Composta escreve: “O modelo ideal “DC” se pode definir [...] como política progressista e aconfessional”(1). Essa é um partido de centro que olha à esquerda, como dizia…
    Tags: de, que, do, modernismo, nitoglia, curzio, don
  • 52
    O obstáculo maior para a paz da alma é o colocar a nossa vontade em oposição a Sua. A santidade consiste no fazer a Vontade de Deus, não a nossa...
    Tags: de, que, deus, é, se, não, nitoglia, curzio
  • 52
    A "Tese de Cassiciacum" é ainda absolutamente certa? PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 6 luglio 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/TesIncerta.htm Advertência Tendo abandonado – publicamente – as conclusões jurídicas da “Tese de Cassiciacum” (7-8 de dezembro de 2006) para chegar ao “Sim Sim Não Não” em Veletri (7 de janeiro de 2007), me senti,…
    Tags: de, que, não, se, curzio, nitoglia, don
  • 51
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 26 febbraio 2009 http://www.doncurzionitoglia.com/SedevacantismoMitigato.htm 1) Sedevacantismo mitigado 1º) Segundo P. Guérard des Lauriers,  uma vez que o novo rito da consagração episcopal é duvidoso,  se fosse eleito Papa um sujeito consagrado com o novo rito, não seria validamente Bispo e então não poderia…
    Tags: de, que, não, é, se, curzio, nitoglia, don
  • 51
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, do, não, se, é
  • 51
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 20 de Julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/dottrina_sociale_pio_xii.htm    “Em todas as partes hoje a vida das Nações foi desintegrada pelo culto cego do valor numérico” (Pio XII, Radiomensagem 24.12.1944)   Proêmio   Já vimos qual é a concepção política clássica e escolástica. Agora devemos ver…
    Tags: de, que, é, não, do, ou, se
  • 51
    La Civiltà Cattolica anno 59° vol. 2 (fasc. 1388, 10 aprile 1908), Roma 1908 pag. 170-187.                                        I. A contradição teórica e a hipocrisia prática inerente por necessidade lógica a absurdidade do modernismo – como acenávamos nos precedentes artigos1, comprovando as afirmações da encíclica com os testemunhas de chefes de…
    Tags: de, que, do, se, é, modernismo
  • 51
    Se nos revoltamos ou fazemos finta de não ver o mal que está diante de nós, perdemos a paz. Se ao invés o aceitamos e o sublimamos com a Fé e a Caridade...
    Tags: de, não, que, é, deus, se, do

ENTREGO AOS MILITANTES

 

d. CURZIO NITOGLIA

10 de julho de 2012

[Tradução: Gederson Falcometa]

http://www.doncurzionitoglia.com/consegne_ai_militanti.htm

 

 

“É todo um mundo que deve ser refeito, a partir do fundamento, transformando-lhe de selvático em humano e de humano em divino, isto é, segundo o Coração de Deus” (Pio XII, 10 de fevereiro de 1952).

“Se Deus não existe, tudo é permitido. Nada é mais proibido, não existe mais limite, não existe nada que não se possa tentar, que não se deva tentar, porque se tudo isto  foi verdadeiro durante um tempo foi partindo da hipótese que Deus existia, agora que Deus não existe, nada daquilo que era verdadeiro  agora é verdadeiro, nada daquilo que era bem, é bem; devemos recriar tudo. Mas, antes de recriar, é preciso começar a destruir […], o melhor voto que podemos fazer ao homem moderno é o de reentrar na ordem natural que é aquela da criação divina” (E. Gilson).

O homem é um “animal politico”

“ A lei para ser verdadeira e boa, não só deve ser promulgada pela autoridade (“Auctoritas facit legem”), mas deve ser conforme a razão e ao bem (“Veritas facit legem”)” (R. Pizzorni).

*

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 86
      PADRE CURZIO NITOGLIA 19 de dezembro de 2009 http://www.doncurzionitoglia.com/scienza_politica_tomistica.html [Tradução: Gederson Falcometa] Publicado originalmente no SPES - SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO “A prudência em relação ao bem comum se chama política” (S. Th., II-II, q. 47, a. 10, in corpore)   Política como “prudência social” A…
    Tags: que, de, não, é, um, ou, em, do, se, para
  • 81
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 21 de maio de 2011  http://www.doncurzionitoglia.com/miglioramento_carattere_temperam.htm O CARÁTER   Natureza do caráter O caráter é o modo de ser habitual de um homem, que o distingue dos outros e lhe dá uma personalidade intelectual, moral, e psicológica propriamente sua. O caráter é distinto…
    Tags: de, é, não, do, que, ou, se, mas, um, os
  • 80
      Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   A natureza da autoridade A sociedade é uma união moral de muitos homens, para agir em vista do bem comum. A causa final da sociedade é o bem estar comum temporal; a causa material são as pessoas; a causa eficiente é Deus…
    Tags: de, que, é, não, do, os, ou, se, para, em
  • 79
    CONDITIO SINE QUA NON PARA A INSTAURAÇÃO  DO REINO SOCIAL DE CRISTO d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 19 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/uomo_animale_politico.htm   Contra o erro ‘por defeito’ do Liberalismo-laicista e ‘por excesso’ do Angelismo-clericalista Atualidade do problema São Pio X na Carta Encíclia Iucunda Sane (Março de 1904) explica que,…
    Tags: de, é, não, que, do, ou, se, em, mas, ao
  • 78
      Da Apocalíptica ao Mundialismo hebraíco/sionista Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa] * «Quem quer fazer Teologia não pode ignorar o problema hebraico e quem faz política non pode não recorrer a Teologia». * Literatura apocalíptica ·         A Apocalíptica não é para ser confundida com o Apocalipse de São João, que «no…
    Tags: de, do, que, os, é, não, se, um, para, nitoglia
  • 77
    DON CURZIO NITOGLIA 6 de março de 2010 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/PioXII_e_scomunica_comunismo.htm Introdução: justiça e atualidade da condenação Pio XII, através da Sagrada Congregação do Santo Oficío emanou três documentos sobre a natureza do comunismo e a sua incompatibilidade com o cristianismo. 1º)Um ‘Decreto geral” (1º de julho de 1949),…
    Tags: de, que, é, do, um, não, se, em, os, para
  • 74
    DON CURZIO NITOGLIA [tradução: Gederson Falcometa] 20 abril 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/Principe_Cristiano_Vs_Principe_Machiavelli.htm Introdução Maquiável, depois de Dante e mais que Dante, nega a ordem política indicada por S. Tomás no De regimine principum. O Aquinate quis reunir a Sociedade a Deus, Maquiável queria uma política autônoma da moral e de Deus. O príncipe…
    Tags: que, de, os, é, do, não, se, para, em, curzio
  • 73
        PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 27 de junho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_bellezza_e_serieta.htm * No sentimentalismo se busca a “consolação sensível”, ou seja, o “prazer” e se pode cair fácilmente na desordem ascética (aparicionismo) e moral. Esta é a consequência prática do erro ascético do Americanismo ou teórico do…
    Tags: de, que, é, ou, se, não, do, os, um, em
  • 72
      In memoria di Shahbaz Bhatti   d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 23 marzo 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vera_e_falsa_caritas.htm http://youtu.be/G-ki-HQ2Fv0 Prólogo Hoje se fala muito, talvez até mesmo demais, de “caridade” (“muito dela se  fala e menos dela se tem”, diz o provérbio). Mas que coisa é a verdadeira Caridade? No presente…
    Tags: de, deus, que, é, não, se, ou, do, nitoglia, don
  • 69
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução:Gederson Falcometa] 3 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/chiesa_cattolica_e_s_agostino.htm Prólogo Monsenhor Brunero Gherardini publicou o seu mais recente trabalho: Católica. Contornos da eclesiologia agostiniana (Torino, Lindau, 2011) [1]. Onde reassume a sua atividade seja de professor de eclesiologia na Lateranense em 1968, seja de Autor de estudos recentes…
    Tags: de, em, é, não, ou, os, se, nitoglia, curzio, don
  • 68
      d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 8 de agosto de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/bene_del_tutto_e_della_parte.htm “Civitas propter cives, non cives propter civitatem” ·Contra o comunitarismo (“o bem de todos”) a sã filosofia ensina que a Sociedade não é o Fim absoluto, o bem ao qual os cidadãos são ordenados, mas a Sociedade…
    Tags: é, de, do, ou, que, não, para, ao, um, nitoglia
  • 67
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de julho de 2012 http://www.doncurzionitoglia.com/pigrizia_e_abbattimento_difetti.htm “São vivificados pelo Espírito aqueles que não atribuem ao próprio eu toda ciência que sabem e desejam saber, mas a referem, com a palavra e o exemplo, ao Altíssimo Deus, ao qual pertence todo bem” (S. Francisco de…
    Tags: de, que, do, se, é, ao, deus, não, para, os
  • 67
    - PRIMEIRA  PARTE - PRIMEIRA  PARTE SECONDA e TERZA  PARTE QUARTA  PARTE   d. Curzio Nitoglia 29 de abril de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/devozione_spirito_santo.htm   A devoção ao Espírito Santo -Primeira Parte-     Comumente se considera que, a devoção ao Espírito Santo seja qualquer coisa  reservada as almas…
    Tags: que, de, é, do, ou, não, os, ao, nitoglia, curzio
  • 66
    ESPIRITUALIDADE CATÓLICA E RELIGIOSIDADE ORIENTALIZANTE d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 25 agosto 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/falso_misticismo_e_vera_mistica.htm   O falso misticismo Já falamos da verdadeira mística[1] neste site (v.***). No presente artigo resta ver qual é a sua falsificação, que é o falso misticismo. Este perverte sobretudo a verdadeira noção do estado…
    Tags: de, que, do, é, ou, não, deus, um, na, nitoglia
  • 66
      DON  CURZIO  NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 31 marzo 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/conciliarismo_e_gallicanesimo.htm         Concílio de Constança   “Roma é o ultimo refúgio daqueles que erraram e se arrependeram contra a dureza daqueles que pensam não ter nunca errado”.   O Conciliarismo ·        É um erro eclesiológico, segundo o qual o…
    Tags: de, do, que, é, em, não, nitoglia, curzio, don
  • 65
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 2 de abril de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/matrimonio_amore_caritas.htm * ·         Depois de ter visto o que é a verdadeira Caridade sobrenatural e tê-la distinta antes de tudo do amor natural (que é bom mas imperfeito) e sobretudo do erotismo freudiano, que hoje invadiu todas as…
    Tags: de, que, é, não, se, ou, do, para, deus, em
  • 63
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, do, em, não, se, é
  • 63
    O obstáculo maior para a paz da alma é o colocar a nossa vontade em oposição a Sua. A santidade consiste no fazer a Vontade de Deus, não a nossa...
    Tags: de, que, deus, é, se, para, não, em, na, nitoglia
  • 62
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 20 de Julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/dottrina_sociale_pio_xii.htm    “Em todas as partes hoje a vida das Nações foi desintegrada pelo culto cego do valor numérico” (Pio XII, Radiomensagem 24.12.1944)   Proêmio   Já vimos qual é a concepção política clássica e escolástica. Agora devemos ver…
    Tags: de, que, é, não, do, ou, um, se
  • 61
      ~ Vida Sacerdotal ~ ~ ~ Padre Reginaldo Garrigou-Lagrange PADRE CURZIO NITOGLIA 22 de abril de 2012 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/pericoli_vita_sacerdotale.htm   ● Em 1945 Padre REGINALDO GARRIGOU-LAGRANGE escreveu um livreto, traduzido para o italiano em 1949, e intitulado Santificação sacerdotal no nosso tempo (Torino, Marietti). Nesse o célebre…
    Tags: de, é, ao, se, em, deus, não, para, os, nitoglia
  • 61
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: de, que, não, é, nitoglia, curzio, don
  • 61
    Orwell 1984 - Newman e liberalismo d. CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 28 dicembre 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/mondialismo_orwell_e_newman.htm     a) GEORGE ORWELL “1984” Prologo Em 1903 Eric Arthur Blair, verdadeiro nome de George Orwell, nasce em Bengala, onde o pai é funcionário estatal do Reino Unido. Em 1904 retorna a Inglaterra com…
    Tags: de, do, é, que, em, não, um, para, se
  • 61
    d. CURZIO NITOGLIA 8 de junho de 2011 [Tradução: Gederson Falcometa] http://www.doncurzionitoglia.com/strutturalismo_francese.htm   O estruturalismo é “o certificado de morte da alma”(Michel Focault). “Existe muita lógica nesta loucura” (Hamlet, W.Shakespeare).   Proêmio O marxismo em crise depois da falência da revolução stalinista, que não conseguiu exportar o comunismo para o mundo inteiro,…
    Tags: de, do, é, que, em, ou, se, não, nitoglia, don
  • 61
      “Quem não está disposto a arriscar-se por suas ideias, ou não vale nada ou não aplica nada de suas ideias”  (Ezra Pound) Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcomenta]  Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO O caro amigo Dr. Domenico Savino, em 8…
    Tags: de, que, é, não, ou, se, em, para, os
  • 60
        A tese de Cassiciacum  O Papado material Para um debate sereno    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   «Nesta passagem do Evangelho de Marcos (VI, 47-56) está escrito justamente que a Nave (ou seja, a Igreja) se encontrava no meio do mar, enquanto Jesus estava sozinho em…
    Tags: de, não, que, é, curzio, nitoglia, don

Aos desavisados

Inocêncio XI assim concluí o decreto do S. Ofício de 4 de março de 1679 acerca dos vários erros morais:

«Finalmente, a fim de que os doutores, ou seja, os escolásticos ou qualquer um no futuro, se abstenham de disputas injuriosas, e para que se providencie conservar a paz e a caridade, o mesmo Santíssimo, em virtude da Santa Obediência, manda a eles que tanto nos livros a serem impressos ou manuscritos, quanto nas teses, nas disputas, nas pregações se guardem de cada censura e nota; no mais se guardem de qualquer derrisão contra aquelas proposições que ainda aqui e lá são controversas, a fim de que da Santa Sé, conhecida a coisa, não venha pronunciado um juízo sobre as mesmas proposições» (D. 1216).

Extraído do livro “Da opinião dogma”, Cap. XII: Da proposição próxima da heresia, ofensiva, escandalosa, que soa mal, Padre Sisto Cartechini, S.J., Roma, 1953

Postagens relacionadas

  • 97
    La Civiltà Cattolica anno 11° vol. 6, serie IV, Roma 1860.   R. P. LUIGI TAPARELLI D’AZEGLIO, S. J.   Que me diz o leitor? A opinião é a rainha do mundo?   Este é um daqueles problemas equívocos, ao qual se pode justamente responder com um sim não menos…
    Tags: a, que, de, se
  • 87
    Unavox/Agosto 2012 A graça de estado De Padre... um sacerdote da Fraternidade [Tradução: Gederson Falcometa] A maior parte daqueles que acreditam ter, o dever de defender a política de Menzingen, ultimamente tem utilizado o argumento da obediência ao Superior, em razão da sua graça de estado. De que se trata?…
    Tags: de, que
  • 81
    Gederson Falcometa A confusão e a desordem seguem de vento em popa no apostolado do Padre Cardozo. Agora veio a público a exigência da assinatura de um termo de adesão ao catolicismo [1]. Lembrou muito bem um amigo, que como prescreve o CDC de 1917 [2], um herege, um apóstata…
    Tags: de, que, a, se, da, do
  • 77
    Húngria – Nova Constituição de 1º de Janeiro de 2012                                  [Tradução Gederson Falcometa] Em 1º de janeiro de 2012 entrou em vigor a nova Constituição da Húngria aprovada pelo parlamento húngaro em 25 de abril do ano passado. É uma lufada de ar fresco na atmosfera envenenada da Europa…
    Tags: de, a, da, do
  • 76
     Padre Roger Thomas CalmelTradução: Gederson FalcometaMais atual do que nunca é este texto do Padre Roger Thomas Calmel, um dos primeiros sacerdotes a ter pressentido e resistido a crise na Igreja que se difundia já rapidamente nos anos 60. Neste ele mostra as grandes linhas do comportamento do católico que…
    Tags: a, que, de, da, do
  • 76
      O Padre Cardozo, ele próprio é a imagem do caos que instaurou, como podemos ler: Em 2014 era contra os milagres fora da Igreja; Em novembro de 2015 aceitava; Em dezembro do mesmo ano passado, mudou de idéia de novo. Se o Padre Trincado não tivesse dado a conhecer…
    Tags: de, que, a, do, da
  • 75
      Gederson Falcometa Em resposta aos Comentários Eleison de Mons. Williamson sobre os milagres eucarísticos de Buenos Aires, o Rev. P. Ernesto Cardozo escreveu o texto que tem título homônimo ao deste artigo, porém, a questão que ele levantou encontra resposta positiva (há milagres fora do corpo visível da Igreja…
    Tags: de, que, a, se
  • 73
        A Igreja e o Estado (2ª ed.) Napoles 1872, cap. I, pag. 7-21.Rev. Pe. Matteo Liberatore S.J.CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADOCAPÍTULO I.ARTIGO I.Conceito liberalITríplice forma de tal conceitoA palavra de ordem, como se costuma dizer, do liberalismo hodierno é a emancipação do Estado da Igreja. Isto se entende de…
    Tags: a, que, de, da, se, do
  • 71
    Gederson Falcometa De fato a Resistência vive dias de confusão e discórdia. A razão dessa discórdia é exatamente que a polêmica dos milagres, não teve fim, aja vista que, o amigo Augusto, autor do texto, que agora comento, ainda toca nela. Nós que defendemos a possibilidade de Milagres fora da…
    Tags: que, de, a, da, do, se
  • 66
    R. Th. Calmel O.P. TEOLOGIA DA HISTÓRIA CAPÍTULO SEGUNDO[Tradução: Gederson Falcometa]      Podem-se encontrar estranhas, complicadas e as vezes até mesmo desconcertantes visões, sempre grandiosas, do Apocalipse de São João. Não se pode porém acusá-lo de fornecer uma idéia milenarista ou progressista da história. Neste não se encontra uma só alusão, por…
    Tags: a, de, que, da, do
  • 65
      La Civiltà Cattolica Roma 1908. [Tradução: Gederson Falcometa] A crítica está na boca de todos: é o mérito da idade moderna. E se fosse mérito sincero, haveria razão para aprecia-la: a crítica verdadeira é o exame glorioso da verdade, seja científica ou religiosa. Mas muitas vezes é mérito falso:…
    Tags: de, se, a, que, da, do
  • 64
      São Leão Magno Sermão n° 23: «Natal do Senhor» Já muitas vezes, caríssimos, ouvistes falar e fostes instruídos a respeito do mistério da solenidade de hoje; porém, assim como a luz visível enche sempre de prazer os olhos sadios, também aos corações retos não cessa de causar regozijo a…
    Tags: que, de, do
  • 64
      Uma pessoa me enviou o link, para o texto de um amigo que critica a afirmação de que a posição do Padre Cardozo “não existe nada de católico na Igreja Conciliar” é uma forma de sedevacantismo absoluto (eclesiavacantismo). O texto foi escrito por um amigo, que também julgo não…
    Tags: que, de, se, a
  • 63
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que, da
  • 62
    Extrato do Capítulo XIII Em quais coisas a Igreja não é infalível   Do livro: Da opinião ao Dogma 15 de agosto de 1953 Padre Sisto Cartechini, S. J. [Tradução: Gederson Falcometa]     Milagres, aparições e relíquias   Especialmente entorno aos milagres antigos, não aqueles narrados na Sagrada Escritura, são transmitidos…
    Tags: de, da, a, que
  • 60
    Extraído do livro Fenomenologia da autodestruição (L’homme contre lui-meme) Noevelle Editions latines, 1, rue palatine, Paris, 1962 Marcel de Corte [Tradução: Gederson Falcometa] Não se pode compreender a obra de Maquiavel e o seu alcance, sem antes compreender a concepção do homem e de mundo que a governa. O pensamento…
    Tags: a, de, que, do, se, da
  • 60
    Don Curzio Nitoglia [Tradução: Gederson Falcometa]   O Donatismo clássico O “DONATISMO CLÁSSICO” [1] é uma Heresia (seguida de um Cisma) nascida de DONATO O GRANDE (cerca de +330) do qual infelizmente perderam-se os escritos, mas dos quais nos falam S. JERÔNIMO (De viribus illustris, 93) e SANTO AGOSTINHO (De haer, 69; Epist.,185; De…
    Tags: a, de, que, da, do, se
  • 60
    Gederson Falcometa No vídeo em resposta ao Professor Carlos Nougué, se pode ouvir do Padre Cardozo, duas coisas importantes para se entender toda essa confusão: 1 – Foram feitos grandes esforços para evitar a briga com os bispos; 2 – Os esforços começaram entre setembro e outubro do ano passado…
    Tags: que, a, se, de, da
  • 60
        [Extratos] PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 22 de julho de 2010 http://www.doncurzionitoglia.com/salazar_filosofo_e_uomo.htm        “Ai dos povos que não suportam a superioridade de seus grandes homens! Mais desventurados ainda aqueles onde a política não é ordenada de modo a permitir  aos homens de raro valor a…
    Tags: de, que, do, se
  • 58
    Dois amores, duas cidades: Via modernorum I Gustavo Corção A infiltração nominalista na Civilização Ocidental Moderna. Antes de iniciarmos o exame dos diversos aspectos da Civilização Ocidental Moderna, convém determo-nos na consideração mais acurada e mais abstraia dos principais fatores desse importante período da história. Atrás dissemos que o triunfo…
    Tags: de, da, se
  • 58
      PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] 14 de maio de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/vero_e_falso_cristianesimo.htm   ● A VERDADEIRA VIDA não consiste unica e exclusivamente em se alimentar e beber, em divertir-se e provar emoções e prazeres. Tudo isto sozinho não tem saída, não tem fim nem ideal: leva a morte sem…
    Tags: a, de, que
  • 57
    O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições, pela lógica e pela especulação racional, a…
    Tags: a, de, que, da
  • 57
        De Padre Giuseppe Pace [Tradução: Gederson Falcometa]   Este artigo foi escrito pelo já falecido Padre Giuseppe Pace em 1978, que depois foi publicado no volume Zibaldone (de Frei Galdino da Pescarenico, Editiones Sancti Michaelis, pg. 42-45). Apesar de o artigo ressentir de elementos ligados ao tempo em…
    Tags: de, que, se
  • 56
    Miguel Ayuso PADRE CURZIO NITOGLIA 7 de julho de 2011 http://www.doncurzionitoglia.com/forma_societa_stati_liberta_reli.htm   [Tradução: Gederson Falcometa]   Publicado originalmente no SPES – SEMINÁRIO DE ESTUDOS SOCIOPOLÍTICOS SANTO TOMÁS DE AQUINO     •  “A heresia de um indivíduo, com o laicismo liberal, torna-se social e política” (M. Ayuso)   • “Da forma dada à…
    Tags: a, de, que, da
  • 55
    A causa do caos na Resistência é a heresia da ação, de que fala D. Chautard no livro "A alma de todo apostolado". Ação sem reflexão é o que leva um Padre vir a público e escrever Comentários Anti-Eleison, porque a palavra Eleison, vem do grego, significa "ter piedade", "compadecer-se". Sendo…
    Tags: a, que, de, do, da

Padre Sisto Cartechini, S.J.: Da proposição próxima da heresia, escandalosa, ofensiva, que soa mal.

Capítulo XII
DA PROPOSIÇÃO PRÓXIMA
DA HERESIA, ESCANDALOSA,
OFENSIVA, QUE SOA MAL.

Extraído do livro:
Da opinião ao dogma
Padre Sisto Cartechini, S.J.
Roma, 1953
[Tradução: Gederson Falcometa]

Próxima da heresia

Uma proposição se diz próxima da heresia quando, não todos, mas muitos doutores, e com grave fundamento dizem que é herética.

Assim, se qualquer um dissesse: as crianças não tem justiça inerente, seria próximo da heresia, porque muitos teólogos dizem que no Concílio Tridentino foi definida a justiça como inerente universalmente para todos, se bem que o decreto trate explicitamente apenas da justificação dos adultos. Ele diz que a justificação “não é apenas remissão dos pecados mas também santificação e renovação do homem interior por voluntária aceitação da graça e dos dons, onde o homem de injusto se torna justo, de inimigo amigo, a fim que, segundo a esperança seja herdeiro da vida eterna (Tit. 3, 7)» (D. 799). E aprendidas:

«Ainda que ninguém possa ser justo senão aquele ao qual vem comunicados os méritos da paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, isto todavia advém na justificação do ímpio quando, por mérito da mesma santíssima paixão “por meio do Espírito Santo a caridade de Deus se difunde nos corações” (Rom. 5, 5) daqueles que vem justificados e se insere nesses  (D. 8oo). E depois no can. 11 se diz: «Se qualquer um disser que os homens vem justificados ou por apenas atribuição da justiça de Cristo, ou por apenas remissão dos pecados, esclusa a graça e a caridade, que nos seus corações seja difusa por meio do Espírito Santo e seja nesse inerente, ou disser que a graça, com que somos justificados, seja apenas um favor de Deus:  Anathema sit » (D. 821).

Meu próprio modo seria próximo a heresia se a alguém dissesse: São Luís não está no paraíso; o Papa não é infalível na canonização dos Santos.

Próxima ao erro se diz daquela proposição que nega uma proposição que aos mais parece ser uma conclusão teologicamente certa, mas não a todos.

De fato, uma conclusão teologicamente certa poderia parecer às vezes menos certa ou porque é deduzida de uma proposição evidente e de uma outra que os mais, ainda que não todos, julguem ser de fé, ou porque se deduz de uma certamente revelada e de uma outra evidente, per ilação que os mais, mas não todos, julgam evidente.

Damos um exemplo: que o Filho de Deus proceda do Pai pelo intelecto, seria conclusão teologicamente certa para todos se fosse absolutamente certo que a palavra «Verbo» fosse nome próprio do Filho e não apenas nome apropriado. É verdadeiro que nos manuais escolásticos se diz teológicamente certo que o Filho de Deus proceda por intelecto, porque quase todos qualificam esta proposição como teologicamente certa. Quem negasse isto dir-se-ia próximo do erro. O mesmo se diga quanto a processão do Espírito Santo por vontade.

Continue Reading →

Postagens relacionadas

  • 56
    Da opinião ao Dogma Prefácio Padre Sisto Cartechini, S.J. Roma, 15 de agosto de 1953 [Tradução: Gederson Falcometa] Se em toda ciência, mais que a quantidade e a qualidade das noções esparsas, é útil bem conhecer o grau de certeza dos seus pressupostos e dos seus princípios, e a ordem…
    Tags: a, de, que, da, s.j, cartechini, sisto, padre
  • 55
    PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Gederson Falcometa] Velletri, 15 de novembro de 2008 http://www.doncurzionitoglia.com/IpotesiVelletri.htm "Em questões teológicas difíceis e não definidas, deve se dar o próprio parecer com humildade e paz, conformando-se a instrução e a capacidade do ouvinte, insistindo mais na prática da Igreja, exortando a seguir o bom costume; ao invés de deixar-se…
    Tags: a, de, que, não, da
  • 50
    Extraído do livro Fenomenologia da autodestruição (L’homme contre lui-meme) Noevelle Editions latines, 1, rue palatine, Paris, 1962 Marcel de Corte [Tradução: Gederson Falcometa] Não se pode compreender a obra de Maquiavel e o seu alcance, sem antes compreender a concepção do homem e de mundo que a governa. O pensamento…
    Tags: a, de, que, é, se, não, da
  • 50
    O modernismo, para poder permanecer dentro da Igreja e muda-la subterraneamente, não quis se apresentar explicitamente como um sistema teológico bem definido [1], dado o seu caráter secreto ("foedus clandestinum/seita secreta", S. Pio X, Sacrorum Antistitum, 1910) e o seu horror pelas definições, pela lógica e pela especulação racional, a…
    Tags: a, de, é, que, da, não

Powered by WordPress. Designed by WooThemes

Seguir

Obtenha todo novo post entregue na caixa de entrada do seu email.

Junte-se a outros seguidores