Doutrina da Igreja a respeito da perenidade do Primado de Pedro e da Hierarquia


Atualidades, Teologia / quarta-feira, fevereiro 24th, 2016

Estu­dos Tomis­tas

Estudos tomistas

1) A perenidade do Pri­ma­do é defini­da explíci­ta e dire­ta­mente no Con­cilio Vat­i­cano [I] (D 1824s). [D 1825 Cânon. Se alguém, pois, diss­er que não é de insti­tu­ição de Cristo mes­mo, quer diz­er, de dire­ito divi­no, que o bem-aven­tu­ra­do Pedro ten­ha per­pé­tu­os suces­sores no pri­ma­do sobre a Igre­ja uni­ver­sal… seja anátema.]

2) A perenidade da Igre­ja é defini­da explíci­ta, mas indi­re­ta­mente, no mes­mo Con­cílio (D 1821–1824s).

3) A perenidade da Hier­ar­quia definiu‑a implici­ta­mente o Con­cílio Vat­i­cano [I]. Com efeito, definiu explici­ta­mente a perenidade do Pri­ma­do (D 1824s). É assim que tam­bém definiu que é próprio do Pri­ma­do ter sub­or­di­na­dos a si e gov­ernar os Pas­tores ou Bis­pos da Igre­ja uni­ver­sal (D 1827–1831); logo, sem­pre haverá Pas­tores ou Bis­pos sub­or­di­na­dos ao Pri­ma­do. Isto mes­mo é ensi­na­do explici­ta­mente na intro­dução à Con­sti­tu­ição da Igre­ja (D 1821).”

Citação de Sacrae The­olo­giae Sum­ma, pelos Padres da Com­pan­hia de Jesus, 4.ª ed., Madri, B.A.C., 1962, trat. III, “De la Igle­sia de Jesu­cristo”, pelo P. J. Salaver­ri S. J., n° 294.

Obser­vação. O que sig­nifi­ca, porém, o dito aci­ma se e quan­do o Papa­do e a Hier­ar­quia são ocu­pa­dos pela here­sia é o que ver­e­mos prox­i­ma­mente, em espe­cial na questão dis­puta­da Do Papa Heréti­co, por pub­licar-se este ano.