P. CURZIO NITOGLIA: A CONCEPÇÃO POLÍTICA DE DANTE ALIGHIERI E O “DE MONARCHIA


Política

Dante, em De Monar­chia, é um um dos pre­cur­sores do Príncipe de Maquiáv­el. Esta frase pode sur­preen­der, mas, se se estu­dar bem o prob­le­ma, as coisas se fazem claras. Para Éti­enne Gilson, segun­do Dante “O imper­ador não deri­va o seu poder do Papa pelo fato que é dire­ta­mente sub­mis­so a Deus” [1]. Diante do ide­al cristão de uma Igre­ja uni­ver­sal, o Poeta quer erguer o ide­al humano gibeli­no ou cesarista de um império uni­ver­sal sobre a autori­dade de um só imper­ador, que dev­e­ria desen­volver o papel que o Papa desen­volve na Igre­ja.

25/04/2016

P. ROGER CALMEL: LUZ DO APOCALIPSE


Escatologia

Podem-se encon­trar estra­nhas, com­pli­cadas e as vezes até mes­mo descon­cer­tantes visões, sem­pre grandiosas, do Apoc­alipse de São João. Não se pode porém acusá-lo de fornecer uma ideia mile­nar­ista ou pro­gres­sista da história.

15/04/2016

SANTO TOMÁS DE AQUINO: DE MALO


Teologia

O mal não é algu­ma coisa. Primeiro: porque todo agente age em vista de um fim e de um bem, como existe uma ordem nos agentes, existe tam­bém uma ordem nos fins e nos bens. E como exis­tem agentes supe­ri­ores e infe­ri­ores, exis­tem tam­bém fins e bens supe­ri­ores e infe­ri­ores.

12/04/2016

P. ROGER CALMEL: RECEITA PARA TEMPOS DE CRISE


Atualidades

Mais atu­al do que nun­ca é este tex­to do Padre Roger Thomas Calmel, um dos primeiros sac­er­dotes a ter pressen­ti­do e resis­ti­do a crise na Igre­ja que se difun­dia já rap­i­da­mente nos anos 60. Neste ele mostra as grandes lin­has do com­por­ta­men­to do católi­co que deve bus­car força na vida inte­ri­or para não deixar-se trans­portar para a cor­rente dos erros e con­tribuir com a restau­ração da Igre­ja, restau­ração que deve começar na nos­sa alma.

11/04/2016

P. MATTEO LIBERATORE, S.J: CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADO


Teologia

      A Igre­ja e o Esta­do (2ª ed.) Napoles 1872, cap. I, pag. 7–21. Rev. Pe. Mat­teo Lib­er­a­tore S.J. Tradução:  Ged­er­son Fal­cometa Revisão: Rena­to S. de Mel­lo CONDIÇÃO DA IGREJA OPOSTA AO ESTADO CAPÍTULO I. ARTIGO I. Con­ceito lib­er­al I Trí­plice for­ma de tal con­ceito A palavra de ordem, como se cos­tu­ma diz­er, do […]

10/04/2016

Campanha para construção da Capela Nossa Senhora da Esperança — Ipatinga-MG


Atualidades

Nos­sa Sen­ho­ra da Esper­ança, padroeira de Ipatin­ga Vis­ite a pági­na da cam­pan­ha no endereço: “Ami­gos da União Sacer­do­tal Mar­cel Lefeb­vre” de Ipatin­ga e região Email: [email protected]  

10/04/2016

O NAPOLEÃO DE NOTING HILL: ENTRA UM LUNÁTICO


Literatura

Chester­ton Livro II Entra um Lunáti­co O Rei das Fadas, que foi, pre­sum­i­da­mente, o padrin­ho do rei Auberon, deve ter favore­ci­do muito o seu fan­tás­ti­co afil­ha­do neste dia em par­tic­u­lar, pois com a entra­da da guar­da do super­in­ten­dente de Not­ting Hill havia uma cer­ta adição mais ou menos inex­plicáv­el para o seu deleite. Os tra­bal­hadores […]

09/04/2016

P. MATTEO LIBERATORE: O MODERNISMO [1] A RESPEITO DA IGREJA


Teologia

Logo que a Igre­ja de Cristo apare­ceu no mun­do, o anti­go Pagan­is­mo a com­bate até o fim, bus­can­do sufo­ca-la no sangue. O novo Pagan­is­mo, que se chama Mod­ernismo, e mais comu­mente Lib­er­al­is­mo ou Rev­olução, tam­bém ele com­bate a Igre­ja; porque, como instru­men­to de Satanás, é infor­ma­do pelo mes­mo espíri­to, o ódio a Cristo, e é movi­do pelo mes­mo fim, aque­le de impedir nos povos o bene­fí­cio da redenção.

07/04/2016

P. CURZIO NITOGLIA: SE É LICITO IR A MISSA DOS SACERDOTES SEDEVACANTISTAS


Liturgia, Teologia

SE É LICITO IR A MISSA DOS SACERDOTES SEDEVACANTISTAS Padre Curzio Nitoglia [Tradução: Ged­er­son Fal­cometa] Depois do arti­go sobre o “Neo-Donatismo”, alguns leitores me colo­caram a questão, se é lic­i­to ir a Mis­sa cel­e­bra­da pelos sac­er­dotes sede­va­can­tis­tas. Parece-me (não me reputo infalív­el e não ten­ho nen­hu­ma juris­dição para obri­gar quem quer que seja, exp­ri­mo ape­nas […]

07/04/2016