P. CURZIO NITOGLIA: O EQUÍVOCO GUENONIANO


Atualidades

René Guénon († 1951) evi­den­ciou, crit­i­can­do, a crise do mun­do mod­er­no e reabil­i­tou a Tradição. Mas qual é a Tradição a que ele se ref­ere e qual é o aspec­to da Mod­ernidade que criti­cou nas suas obras?

29/04/2019

P. CURZIO NITOGLIA: A DEMOCRACIA CRISTÃ E O MODERNISMO


Política

Dário Com­pos­ta escreve: “O mod­e­lo ide­al “DC” se pode definir […] como políti­ca pro­gres­sista e aconfessional”[1]. Essa é um par­tido de cen­tro que olha à esquer­da, como dizia Alcide de Gasperi. Don Com­pos­ta dis­tingue três tipos de católi­cos:

08/12/2018

PADRE CURZIO NITOGLIA: A IGREJA CATÓLICA NA DOUTRINA DE SANTO AGOSTINHO


Apologética, Atualidades, Teologia

Padre Curzio Nitoglia [Tradução:Gederson Fal­cometa] Pról­o­go Mon­sen­hor Brunero Gher­ar­di­ni pub­li­cou o seu mais recente tra­bal­ho: Católi­ca. Con­tornos da ecle­si­olo­gia agos­tini­ana (Tori­no, Lin­dau, 2011) [1]. Onde reas­sume a sua ativi­dade seja de pro­fes­sor de ecle­si­olo­gia na Lat­er­a­nense em 1968, seja de Autor de estu­dos recentes [2] sobre o prob­le­ma espin­hoso da relação entre Tradição e Con­cílio […]

19/08/2018

P. CURZIO NITOGLIA: VACANTE SIM, IGREJA VACANTE, NÃO


Atualidades, Teologia

Os canon­istas e os teól­o­gos definem, e então dis­tinguem, o perío­do de Vacân­cia da Sé Apos­tóli­ca, que vai da morte de um Papa a eleição do próx­i­mo, da fal­ta de Autori­dade ou de Hier­ar­quia na Igre­ja (“Sede­va­can­tismo” mit­i­ga­do ou abso­lu­to).

Durante o Con­clave os Cardeais não emanam novas Leis, mas não devem faz­er diminuir os dire­itos da Sé Apos­tóli­ca, vigian­do para man­ter em vida aque­les exis­tentes (cfr. São Pio X, Vacante Sede Apos­toli­ca, 25 de dezem­bro de 1904; Pio XI, Quae divini­tus, 26 mar­zo 1925; Pio XII, Vacan­tis Apos­toli­cae Sedis, 8 de dezem­bro de 1945).

16/08/2018

P. CURZIO NITOGLIA: O DEVER DE PAGAR AS TAXAS JUSTAS


Política

O cristão não deve retro­ced­er, faz­er o papel de mod­er­a­do, do peren­e­mente con­de­na­do a per­plex­i­dade, a abstenção e a impotên­cia, deixan­do assim prati­ca­mente as filas do movi­men­to da história nas mãos daque­les que são menos dota­dos de escrúpu­los; o cristão, então, não deve recusar de usar a força jus­ta, quan­do for necessário de modo abso­lu­to” R. Piz­zorni

27/05/2018

P. CURZIO NITOGLIA: AS TRÊS FORMAS DE GOVERNO E A TIRANIA


Política

San­to Tomás ensi­na que as pos­síveis for­mas de gov­er­no são três: monar­quia, aris­toc­ra­cia e politeía (hoje ‘democ­ra­cia’ clás­si­ca, essen­cial­mente difer­ente do ‘democ­ra­tismo’ mod­er­no de Rousseau).

19/08/2017

P. CURZIO NITOGLIA: A CONCEPÇÃO POLÍTICA DE DANTE ALIGHIERI E O “DE MONARCHIA


Política

Dante, em De Monar­chia, é um um dos pre­cur­sores do Príncipe de Maquiáv­el. Esta frase pode sur­preen­der, mas, se se estu­dar bem o prob­le­ma, as coisas se fazem claras. Para Éti­enne Gilson, segun­do Dante “O imper­ador não deri­va o seu poder do Papa pelo fato que é dire­ta­mente sub­mis­so a Deus” [1]. Diante do ide­al cristão de uma Igre­ja uni­ver­sal, o Poeta quer erguer o ide­al humano gibeli­no ou cesarista de um império uni­ver­sal sobre a autori­dade de um só imper­ador, que dev­e­ria desen­volver o papel que o Papa desen­volve na Igre­ja.

25/04/2016

P. CURZIO NITOGLIA: INTRODUÇÃO A VERDADEIRA NOÇÃO DE MAGISTÉRIO


Teologia

Recen­te­mente apare­ce­r­am arti­gos e livros, que, para defend­er a Tradição e a Igre­ja, ou exager­aram o alcance do Mag­istério, fazen­do dele um “Abso­lu­to” ou o min­i­mizaram e quase o aniquila­ram, negan­do lhe a função de “inter­pre­tar a Tradição e a S. Escrit­u­ra”. Onde para evi­tar o erro por exces­so (que abso­l­u­ti­za o Mag­istério) e por defeito (que min­i­miza a sua real­i­dade) sobre este argu­men­to, resumo aqui­lo que escreveu no pas­sa­do [1] e recen­te­mente mons. Brunero Gher­ar­di­ni (cfr. Dis­pu­ta­tiones The­o­log­i­cae) e aqui­lo que se encon­tra nos mel­hores man­u­ais de ecle­si­olo­gia, que serão cita­dos nas notas.

31/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: PERIGOS PARA A VIDA SACERDOTAL EM NOSSO TEMPO


Espiritualidade, Teologia

  Padre Curzio Nitoglia [Tradução: Ged­er­son Fal­cometa]   ● Em 1945 Padre REGINALDO GARRIGOU-LAGRANGE escreveu um livre­to, traduzi­do para o ital­iano em 1949, e inti­t­u­la­do San­tifi­cação sac­er­do­tal no nos­so tem­po (Tori­no, Mari­et­ti). Nesse o céle­bre teól­o­go afronta­va os erros neo­mod­ernistas, que já minavam a espir­i­tu­al­i­dade católi­ca e aler­ta­va sobre ess­es espe­cial­mente os jovens sac­er­dotes. Pas­saram-se […]

09/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: DAS INJUSTIÇAS QUE SE CUMPREM COM AS PALAVRAS


Teologia

  A calú­nia é uma brisa sutil, mas ribom­ba como tiro de can­hão PADRE CURZIO NITOGLIA Tradução: Ged­er­son Fal­cometa Pub­li­ca­do orig­i­nal­mente em Estu­dos Tomis­tas [Nota prévia. Como se verá, per­mi­ti­­mo-nos faz­er uma nota de esclarec­i­men­to ao arti­go do Padre Nitoglia.] “O homem faz o mal total­mente, per­feita­mente e feliz­mente ape­nas quan­do o faz por motivos […]

09/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: CUIDADO COM ASMEIAS VERDADES


Apologética, Filosofia, Política, Teologia

CUIDADO COM AS MEIAS VERDADES  Padre Curzio Nitoglia Tradução: Ged­er­son Fal­cometa Mon­sign­or Hen­ri Delas­sus  dizia: «Hoje mais que nun­ca é pre­ciso diz­er a ver­dade, sem sub­ter­fú­gios e sem hábeis estraté­gias. […] A moral é que as ver­dades dimin­uí­das não são a Ver­dade e ape­nas a Ver­dade leva con­si­go a vida; e ape­nas ela pode dar nos a ressur­reição a […]

08/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: A PAZ DA ALMA — 2ª PARTE: A ACEITAÇÃO DE SI


Espiritualidade

  A PAZ DA ALMA SEGUNDA PARTE * A ACEITAÇÃO DE SI P. Curzio Nitoglia Tradução: Ged­er­son Fal­cometa   ·         Muitas vezes temos difi­cul­dade de aceitar a von­tade de Deus, quer­e­mos faz­er aqui­lo que gosta­mos, mas algu­mas cir­cun­stân­cias que não nos agradam se apre­sen­tam a nos­sa por­ta, e então, pre­cisamos faz­er as con­tas com elas. […]

07/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: A PAZ DA ALMA — 1ª PARTE: LIBERDADE, FELICIDADE E OBLAÇÃO


Espiritualidade

Se vive­mos na graça de Deus, a SS. Trindade habi­ta fisi­ca­mente e real­mente na nos­sa alma. Os San­tos nos con­vi­dam a entrar na parte mais pro­fun­da dela (o “espíri­to”, que é a alma ele­va­da à ordem sobre­nat­ur­al) e a per­manece­mos na pre­sença amorosa de Deus.

06/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: A DOUTRINA SOCIAL DE PIO XII


Política, Sociologia

Ver­e­mos como no fim da II Guer­ra Mundi­al Pio XII com­preen­deu que esta­va ten­do fim a mod­ernidade e que a humanidade esta­va para desem­bo­car na via da pós-mod­ernidade niilista.

03/03/2016

P. CURZIO NITOGLIA: VERDADEIRA E FALSA PRUDÊNCIARESPOSTA A DOMENICO SAVINO


Psicologia, Teologia

A prudên­cia é uma vir­tude que reside no int­elec­to práti­co e é orde­na­da ao reto gov­er­no das nos­sas ações, em vista do fim (P. Antônio Royo Marín O.P., Teolo­gia del­la per­fezione cris­tiana, Roma, Edições Pauli­nas, 6a ed., 1965).

26/02/2016

P. CURZIO NITOGLIA: O HOMEM ANIMAL POLÍTICO


Política, Teologia

Con­tra o erro ‘por defeito’ do Lib­er­al­is­­mo-laicista e ‘por exces­so’ do Ange­lis­­mo-cler­i­­cal­ista O HOMEM ANIMAL POLÍTICO CONDITIO SINE QUA NON PARA A INSTAURAÇÃO   DO REINO SOCIAL DE CRISTO Padre Curzio Nitoglia Tradução: Ged­er­son Fal­cometa Atu­al­i­dade do prob­le­ma São Pio X na Car­ta Encícli­ca Iucun­da Sane (Março de 1904) expli­ca que, o meio com que os […]

26/02/2016

O pecado original e as três concupiscências, por D. Curzio Nitoglia


Política, Teologia

Extraí­do do livro Sub­ver­são e Restau­ração Don Curzio Nitoglia [Tradução: Ged­er­son Fal­cometa] Fru­to do ‘peca­do orig­i­nal’ são as ‘três Con­cu­pis­cên­cias’: orgul­ho, avareza e luxúria (I Jo, II,16). Destas três tendên­cias más derivam e con­tin­u­am a derivar todos os males dos home­ns, seja a nív­el indi­vid­ual ou a nív­el social.

11/01/2016

P. CURZIO NITOGLIA: SÓCRATES


Filosofia

  PADRE CURZIO NITOGLIA [Tradução: Ged­er­son Fal­cometa] Intro­dução Sócrates morre em 399 a.C. con­de­na­do for­mal­mente por “impiedade”, ou seja, porque não cria nos Deuses da cidade e porque cor­rompia com as suas doutri­nas a juven­tude de Ate­nas; mas a ver­dadeira razão da sua con­de­nação a morte – como escreve Platão no Eutífron – eram os […]

22/12/2015

Igor Safarevic: “As Origens Heréticas do Anarco/Social/Comunismo”


Apologética

  Padre Curzio Nitoglia Tradução: Ged­er­son Fal­cometa   Social­is­mo, anar­quis­mo e lib­er­al­is­mo econômi­co Já trata­mos do Anar­quis­mo e das suas relações com o Social/comunismo e com o Lib­er­al­is­mo econômi­co lib­ertário tam­bém chama­do “Anarco/liberalismo econômi­co” ou “Anarco/Capitalismo”. No pre­sente arti­go ver­e­mos, base­an­­do-nos sobre o óti­mo livro de Igor Safare­vic, “O social­is­mo como fenô­meno históri­co mundi­al” (Moscou, […]

22/12/2015

P. CURZIO NITOGLIA: CASTIGAT RIDENDO MORES


Espiritualidade, Filosofia, Teologia

PÉROLAS AGOSTINIANAS PADRE CURZIO NITOGLIA Tradução de Ged­er­son Fal­cometa Cas­ti­gat riden­do mores San­to Agostin­ho no seu Comen­tário a primeira Epís­to­la de São João (mes­mo enquan­to pre­ga­va aos seus fiéis de Hipona na sem­ana San­ta de 413), com o seu espíri­to firme­mente irôni­co (“cas­ti­gat riden­do mores”/brincando e rindo diz a ver­dade), faz algu­mas com­para­ções que não […]

22/06/2015